Dica de especialista: as vantagens de alugar sem fiador, caução ou seguro-fiança

Não perca o terceiro vídeo da série com a Carol Sandler, do Finanças Femininas

Dica de especialista: as vantagens de alugar sem fiador, caução ou seguro-fiança

O papo da Carol Sandler no terceiro vídeo de sua série especial pro QuintoAndar é com você que está procurando um imóvel pra busca o aluguel sem fiador. Especialista em finanças pessoais e criadora do portal Finanças Femininas, a jornalista mostra com números como é muito mais vantajoso e rápido alugar sem a necessidade de seguro-fiança e depósito caução.

Aluguel sem fiador

“Se você não tem um fiador, precisa pagar seguro-fiança. Ou deixar um depósito caução recheado na hora de alugar um imóvel”, diz Carol logo na abertura do vídeo. “A boa notícia é que o aluguel de imóveis não precisa ser esse perrengue todo. Nesse vídeo, vou te contar sobre o QuintoAndar. Uma super alternativa para quem deseja alugar casa ou apartamento sem burocracia”, completa a jornalista.

+ Veja os outros dois vídeos da série:
Comprar ou alugar, o que vale mais? Especialista em finanças responde
Viver de renda! Veja como multiplicar o aluguel que você recebe

Seguro-fiança é dinheiro perdido

Ao explicar o seguro-fiança, Carol faz uma simulação com base num aluguel de R$ 1.500. Levando-se em consideração que o valor médio desse tipo de seguro é de uma vez e meia o valor do aluguel por ano, a conta é simples: você pagaria R$ 2.250 por ano, além do valor do seu aluguel.

“E isso é só uma média. Algumas seguradoras parcelam esse valor em até doze vezes, outras não. E se a parcela for sem juros, por mês você pagaria a mais, além do aluguel, mais R$ 187,50”, calcula a especialista.

Depósito caução: grana alta e no ato

No caso do depósito caução, a conta é ainda mais alta. A lei estabelece pra essa modalidade, um limite de três meses de aluguel, que devem ser depositados no ano da assinatura do contrato.

“Então, vamos dizer que o seu aluguel seja de R$ 1.500. Você vai ter que colocar um depósito caução, na hora de assinar o contrato, de R$ 4.500 de uma vez só”, alerta Carol.

A especialista calcula que esses R$ 4.500 aplicados no Tesouro Direto poderiam virar R$ 5.265.

Fuja de títulos de capitalização

Carol lembra que existe também a possibilidade de você fazer um título de capitalização como se fosse a caução. Mas não aconselha a prática.

No caso do depósito caução, a vantagem em relação ao seguro-fiança é que, ao final do contrato, você recebe o dinheiro de volta. Mas Carol faz um outro alerta:

“Vale lembrar que nem sempre o locatário te dá o direito de escolher qual é a melhor modalidade pra você”, diz a especialista.

A boa notícia: QuintoAndar

Depois de todas essas contas, Carol traz a boa notícia pra quem segue seu canal e está em busca de aluguel sem fiador, seguro-fiança ou depósito caução.

“Fica tranquila, pois vou aliviar essa barra. Sabia que existe uma alternativa a todas essas opções? O pessoal do QuintoAndar, a empresa que está transformando o aluguel de imóveis residenciais, me convidou pra fazer esse vídeo pra falar de uma modalidade que eles oferecem. Com eles, você consegue fazer o aluguel sem fiador, sem caução e sem seguro-fiança. Eles usam uma tecnologia de ponta pra fazer uma análise de crédito muito mais eficiente. Assim, você não precisa se preocupar com toda essa burocracia. Todo o processo é feito online e você consegue alugar sua casa ou apartamento tudo pela internet. Até o contrato de aluguel você assina de onde estiver. Na hora de fechar o contrato, você só precisa se preocupar em comprovar a sua renda. Fica muito mais fácil, né?”, conta Carol.

Além de dar mais detalhes sobre a análise de crédito do QuintoAndar, a jornalista destaca que deixar de gastar com seguro-fiança ou depósito caução não é a única economia. O inquilino também fica livre de gastos de tempo e dinheiro com a burocracia de cartório.

Dica de finanças pessoais

No final, ela dá dica de finanças pessoais: o valor do aluguel não pode ser maior do que 50% da sua renda mensal.

“E esse valor de 50% tem que incluir também todos os seus gastos essenciais. Como transporte, luz e alimentação. É o básico do seu padrão de vida. Assim, você não vai correr o risco de passar perrengue na hora de pagar o aluguel todos os meses”, finaliza a jornalista.

E aí, está curtindo a série de vídeos com a Carol Sandler? Escreva pra gente, no e-mail meulugar@quintoandar.com.br e mande seus comentários.

Fique por dentro! Receba nossa newsletter com conteúdos inspiradores toda semana
account_circle
mail_outline