Análise de crédito: tudo o que você precisa saber

Veja como o mercado atua e saiba como as startups estão acabando com a burocracia

Análise de crédito: tudo o que você precisa saber

De uma década pra cá, as novas tecnologias mudaram a maneira como as pessoas se relacionam com diversos tipos de serviço. Esses avanços têm propiciado o surgimento das startups, que de forma inovadora buscam resolver velhos problemas e fazer todo mundo viver melhor. E uma das barreiras mais atacadas por esse tipo de empresa é a burocracia na análise de crédito.

Até bem pouco tempo atrás, por exemplo, alugar um imóvel significava, obrigatoriamente, lidar com pelo menos um de três colossos burocráticos ligados à análise de crédito: o fiador, o depósito-caução ou o seguro-fiança.

Criado em 2012, o QuintoAndar já nasceu dentro desse espírito de trazer soluções para velhos problemas. De acordo com Jonas Marchetti, Diretor de Crédito da startup, a empresa entrou no mercado imobiliário pra deixar tudo mais rápido, fácil e sem burocracia no processo do aluguel de um imóvel.

“O QuintoAndar veio para mudar o jeito que as pessoas vivem. Hoje, na hora de escolher um imóvel não faz sentido se envolver em um processo burocrático, moroso e caro. Ter que pagar um seguro fiança custa muito. Mais de um aluguel por ano. Pagar um depósito caução é deixar dinheiro parado. E se expor a amigos e parentes em busca de fiadores é muito constrangedor e antiquado”, diz Jonas.

Pra te ajudar a entender como funciona uma análise de crédito, o MeuLugar foi conversar com a Renata Suescun, Credit Lead do QuintoAndar.

E pra reforçar, falamos também com Felipe Leite, Team Leader de Crédito Home da Creditas. Ele traz a visão de outra startup que pratica internamente a análise de crédito, mas com outro objetivo: de oferecer empréstimos a juros mais baixos que os do mercado a seus clientes.

Montamos um guia com tudo o que você precisa saber sobre análise de crédito. Dá uma olhada!

O que é e pra quê serve a análise de crédito?

A análise de crédito visa avaliar a capacidade financeira do consumidor. Todo o perfil do cliente é estudado, pra que se tenha certeza de que ele vai ter condições e capacidade de pagamento.

“Aqui no QuintoAndar utilizamos as melhores ferramentas e tecnologias para avaliar a documentação, saúde financeira e perfil de crédito dos interessados. Sem descartar a sensibilidade humana”, afirma Renata Suescun, do QuintoAndar.

Quanto tempo, em média, leva uma análise de crédito?

Isso varia de empresa pra empresa, dependendo do tipo de negócio de cada uma. Algumas conseguem dar um retorno pro cliente no mesmo dia. Outras acabam dependendo de fatores externos, que deixa o processo um pouco mais lento.

“Sabemos que depois de escolher a casa nova, nossos inquilinos têm pressa. No QuintoAndar, nós analisamos o mais rápido possível. Nos casos em que toda a documentação é enviada corretamente a análise pode ser realizada no mesmo dia. Por isso, se você tem pressa, muita atenção na documentação isso pode facilitar muito a sua locação”, orienta Renata!

No caso da Creditas, por exemplo, a análise de crédito tem outra finalidade. A empresa trabalha com empréstimo pessoal.

De acordo com Felipe Leite, Team Leader de Crédito Home da startup, “o processo sempre tende a ser o mais rápido possível. E grande parte desse tempo depende se o cliente enviou toda a documentação necessária. É importante que ele consiga fornecer tudo o que a gente pede logo de bate-pronto. E que as informações sejam sempre verídicas logo no primeiro momento”.

Quanto dessa análise é feita de forma automatizada, pelos sistemas consultados, e quanto é feito de forma humana, pelos analistas?

A maior parte do processo de crédito é feito de forma automatizada com base em algoritmos estatísticos.

“Apesar de o QuintoAndar ser uma empresa de tecnologia, não abrimos mão da sensibilidade humana, e a experiência dos nossos analistas sempre ajuda na tomada de decisão”, afirma Renata.

Apesar de toda a política de crédito poder ser inserida em um software, Felipe, da Creditas, também é categórico ao afirmar que a presença humana é essencial.

“O robô vai fazer essa busca, mas há sempre um analista de crédito que vai fazer todo o enquadramento da operação”, diz o especialista

Como se preparar pra uma análise de crédito? Tenho como pesquisar sobre o meu perfil antes de submetê-lo a uma análise?

De acordo com Renata, hoje em dia qualquer pessoa pode identificar eventuais problemas com seu próprio nome. Os órgãos de proteção ao crédito disponibilizam informações e consultas sobre a situação do CPF.

“Além dessa consulta, é importante verificar os documentos enviados. E, é claro, avaliar se a sua renda e seu comportamento financeiro comportam as despesas do imóvel escolhido. Elas incluem o aluguel, condomínio e impostos”, afirma a especialista do QuintoAndar.

Felipe, da Creditas, chama a atenção pra importância do Score, um dos fatores que qualquer análise de crédito leva em consideração. Score é a pontuação de crédito que a pessoa tem a partir do momento em que começa sua vida financeira. Se atrasar algum pagamento, é importante fazer renegociações, procurar a instituição financeira e quitar, pra sua pontuação não ser penalizada.

“É muito importante evitar ter parcelas vencidas de qualquer coisa. Lembrando que é considerado ‘vencido’ quando é alguma parcela. O prejuízo no score é quando ela não é paga ao longo de mais de um ano”, diz Felipe.

Qualquer pessoa consegue acessar sua situação, por meio do Serasa ou do Boa Vista SPC, que têm acesso grátis. Além disso, o site do Banco Central também é uma boa fonte de consulta.

Quando uma pessoa é reprovada numa análise de crédito, ela consegue saber o motivo?

Algumas empresas podem até não prezar pela transparência. Mas este não é o caso do QuintoAndar e da Creditas. Ambos os profissionais entrevistados foram unânimes em falar da importância de dar um retorno para o cliente em caso de uma eventual reprovação.

“Somos sempre o mais transparentes possíveis. Informamos o motivo das negativas, desde que eles não exponham os envolvidos e nem informações estratégicas da empresa”, afirma a representante do QuintoAndar.

O Score, por exemplo, cai muito facilmente. Mas não volta a subir com tanta facilidade. No caso de um Score baixo, Felipe, da Creditas, recomenda que a pessoa espere um pouco antes de se submeter a uma nova análise de crédito.

“É legal ela esperar uns dois ou três meses pra tentar de novo. Os principais pontos pra negativa de crédito são a falta de renda e o perfil com um histórico muito grande de parcelas vencidas”, conta Felipe.

E aí, você tem mais alguma dúvida sobre análise de crédito? Se tiver, entra em contato com a gente pelo e-mail meulugar@quintoandar.com.br.

Cidades