Quanto mais se conhece a pluralidade de vida que existe na região do Centro de São Paulo, mais se entende como vários bairros se mesclam o tempo todo de forma única pela região. Mesmo que de passagem pelas ruas, dificilmente seu olhar deixará de se prender a algo. No caso do bairro Vila Buarque, a própria rua pode ser o suficiente pra desejar um novo lugar pra morar. E foi o que aconteceu com a designer de produtos Gabrielle Kmohan, que se apaixonou por um apartamento na rua General Jardim. Na verdade, tanto pela rua quanto pelo apê.

Apesar de ter morado a vida inteira na região central, Gabrielle se sentiu atraída pela rua General Jardim. Exploradora, ela costuma aproveitar que não tem carro pra caminhar pela região. E sempre que passava pelo endereço cativante, comentava com seu namorado que “um dia acabaria mudando”. E a profecia se confirmou em janeiro de 2021.

A convite do blog “Histórias de Casa”, Gabrielle compartilha como está sendo morar no apartamento que o QuintoAndar a ajudou a encontrar (novamente!).

Foto que ilustra matéria em parceria com o blog “Histórias de Casa” sobre apartamento na rua General Jardim mostra uma sala com rede, uma TV e um sofá azul
Aproveitamento dos espaços da sala (Foto: @_felco)

Vila Buarque

A Vila Buarque tem localização privilegiada, próxima a alguns dos principais centros comerciais da capital, e fácil acesso aos mais diversos meios de transporte. Pra Gabrielle, isso ajuda no dia a dia, já que trabalha pela região.

+ Leia mais Histórias de Casa:
– 
Casal se muda de Belém pra São Paulo e encontra o apê ideal na Liberdade
– Um apê em Pinheiros que foi amor à primeira vista: pronto pra alugar e morar

“Aqui também há um comércio bem diverso, desde brechós e antiquários, até lojas de departamento e floriculturas”, comenta ela. 

Formada em Arquitetura e Urbanismo, ela gosta de observar as construções e formas de ocupar os espaços na região: “Gosto muito do agito do Centro, me remete a um lugar com vida, diversidade e uma cultura muito rica”, diz.

Quer se mudar para um lugar incrível? Procure seu novo lar na maior imobiliária digital do país e alugue sem fiador Pesquisar imóvel

Novos ares

Apesar de gostar do apartamento que morava, Gabrielle decidiu buscar um novo lugar. Desta vez desejava um imóvel com acústica e iluminação diferentes. 

“O que me incomodava no antigo era o barulho na rua durante a madrugada e o fato da sala de estar não possuir uma janela, já que era uma quitinete dividida”, relata a designer de produtos.

Além disso, ela completaria um ano desde que havia mudado, então optou por não renovar o contrato. Com isso, recorreu às ferramentas de busca da plataforma do QuintoAndar,  encontrando um apartamento disponível na então rua desejada e que, pra melhorar, estava dentro do orçamento. 

Apartamento na rua General Jardim: fácil de achar pelo QuintoAndar

Gabrielle garante que o QuintoAndar orienta na hora de buscar imóveis, especialmente por conta dos filtros – mais de 60 – que possibilitam o refinamento da pesquisa.

“Acho a plataforma bem intuitiva e amigável, com mais funcionalidades úteis, o que tornou a busca mais assertiva e fácil para mim. Ver um vídeo ou tour virtual do apartamento ajuda muito na filtragem e faz com que perca menos tempo com visitas desnecessárias”, afirma Gabrielle.

Mesmo familiarizada com a experiência positiva da plataforma, ela considera que a principal vantagem de alugar novamente com o QuintoAndar é com relação à desburocratização, afinal não precisa de um fiador de aluguel ou depósito para alugar um apartamento. 

Talvez o mais difícil na busca seria encontrar um apartamento na rua General Jardim que estivesse disponível. Mas até isso o QuintoAndar também facilitou.

+ Leia também:
– Índice QuintoAndar: fique por dentro dos valores do aluguel em São Paulo

Aconchego ideal

Posicionado de fundos e com uma boa iluminação, Gabrielle garantiu que o apartamento na rua General Jardim, de 50 m², poderia aconchegar outros desejos, como uma rede na sala e mais espaço para acomodar suas plantas. 

“Essas coisas acabaram trazendo mais aconchego pro ambiente, fazendo com que eu tivesse mais vontade de estar no apartamento”, afirma a designer.

Mas outra coisa que a empolgou durante a visita foram os armários do quarto e cozinha. 

“Pra um apartamento pequeno, ter um bom armazenamento é uma grande vantagem”, revela Gabrielle, que usou seus conhecimentos técnicos pra elaborar um projeto 3D e organizar os antigos móveis na nova moradia.

Foto que ilustra matéria em parceria com o blog “Histórias de Casa” sobre apartamento na rua General Jardim mostra a sala por outro ângulo.
A porta da sala, a entrada da cozinha e o caminho para o quarto (Foto: @_felco)

Adaptações necessárias

Assim que mudou, Gabrielle diz que o primeiro passo foi finalmente instalar a rede na sala, como havia desejado. Mas logo diversos objetos começaram a ganhar forma também. 

“Outro sonho de consumo que eu tinha era um espelhão apoiado no piso e em seguida já encomendei”, revela a designer.

Pra Gabrielle, a modificação mais trabalhosa durante a mudança foi a troca de cortina do quarto.

“Havia uma persiana de alumínio que acabei trocando por um blackout pra deixar o ambiente mais escuro durante a noite”, afirma Gabrielle. 

Criando a atmosfera perfeita pra se acomodar no espaço, a designer incluiu um quadro e um wall hanging – ou uma decoração pendurada na parede – feito em tapeçaria para compor os ambientes, combinando com a paleta de cores escolhida pro apartamento.

Foto que ilustra matéria em parceria com o blog “Histórias de Casa” sobre apartamento na rua General Jardim mostra o quarto da moradora, com uma parte da cama e decorações na parede.
Detalhes da decoração do quarto de Gabrielle (Foto: @_felco)

Tudo sob medida

Aproveitando os móveis do antigo apê, já que a diferença de tamanho entre os imóveis era de cerca de 5 m² no máximo, Gabrielle se viu sem necessidade até mesmo de mudar a mesa na sala. 

“A mesa é útil para mim e ela também não ocupa muito o espaço do ambiente, então no fim acabou se encaixando muito bem”, conta ela.

Gabrielle entende que organização é sinônimo de conforto, especialmente em um apartamento pequeno. Por isso ela deu algumas dicas de como explorar os espaços menores, quer ver? Anote aí:

  • Organizadores
  • Caixas
  • Puff baú
  • Cama box com baú
  • Rede
  • Sofá-cama
  • Nichos
  • Suportes
  • Armários suspensos

“Minhas maiores dicas de conforto pra receber visitas seriam a rede e o sofá-cama. Como não tenho um segundo quarto, o sofá acaba fazendo uma ótima função sem perder o conforto. Já a rede, além de ser mais uma opção para acomodar, também é fácil de manusear e tirar do espaço, caso seja necessário”, diz a designer.

Herança verde

Pra muitas pessoas, a memória afetiva é uma forma de conectar o lar com identidade, mas também pra ancorar de onde vem nossas raízes. E pra Gabi não é diferente. Seu amor pelas plantas vem também do carinho por seu avô materno, a quem era muito apegada, e que costumava cuidar de suas verdinhas com muito carinho. 

“Elas me encantam, trazem aconchego, fico admirada como cada espécie tem sua particularidade, forma e jeito de cuidar. Me trazem paz, uma sensação muito boa e gosto muito de observar quando nascem folhas novas ou quando se desenvolvem rapidamente, dá uma sensação muito boa porque sei que estou cuidando bem delas”, afirma Gabrielle.

Foto que ilustra matéria em parceria com o blog “Histórias de Casa” sobre apartamento na rua General Jardim mostra uma estante com plantas e livros.
Detalhes de algumas plantas de Gabrielle (Foto: @_felco)

Brilha La Luna

Por falar em cuidados, Gabrielle tem uma companheira que é também sua maior paixão. A cadelinha Luna entrou em sua vida porque a designer sentia falta do chamego de um pet no dia a dia. 

“Tinha duas quando morava com minha família e sentia muita falta da alegria que elas traziam, de chegar em casa e ver a animação, o carinho que me davam e de dar carinho pra elas também”, conta.

Como Luna é bem novinha, ainda está na fase das aprendizagens e descobertas, por isso tem seus momentos de mais agitação e brincadeiras. Isso pediu que Gabrielle tomasse algumas providências pra evitar dores de cabeça. 

Foto que ilustra matéria em parceria com o blog “Histórias de Casa” sobre apartamento na rua General Jardim mostra a cachorrinha Luna.
A famosa Luna (Foto: @_felco)

“Por conta da curiosidade da Luna tive que adaptar algumas coisas na casa, como colocar todas as plantas numa altura que ela não pudesse alcançar, por exemplo. Afinal, algumas plantas podem ser tóxicas pros animais”, ressalva Gabrielle.

Além da posição das plantas na casa, mais algumas modificações tiveram que ser feitas. 

“Outra adaptação que fiz foi comprar um puff pra deixar no pé da cama, assim ela consegue subir e descer tranquilamente, sem correr o risco de ter alguma lesão por conta da altura”, afirma a designer. Pois prevenir é melhor do que remediar!

Cuide do que tem

Todos os cuidados com cada cantinho da casa são uma preocupação pra que as visitas da Gabrielle se sintam confortáveis, mas também pra que cada peça conte uma história. Sejam plantas, garimpos, cadeiras de palha, penteadeira ou objetos herdados da família. Afeto precisa estar em tudo pra ela, mas é essencialmente fundamental preservar o que tem.

“Acredito ser muito importante reciclar e aproveitar o que já possui, ao mesmo tempo que dá espaço pra novas coisas, necessárias, entrarem na sua vida pra que sejam cuidadas da mesma forma”, aconselha Gabrielle. “Assim garantimos o fluxo da energia das coisas em nossas vidas”, finaliza.

Imóveis para alugar na Vila Buarque

Maior imobiliária digital da América Latina e líder em alugueis residenciais no Brasil, com um novo contrato de locação fechado a cada 6 minutos, o QuintoAndar tem muitas opções de imóveis para alugar e comprar na região da Vila Buarque e redondezas.

Quer encontrar um apartamento na rua General Jardim ou em outras ruas do bairro? Então comece a buscar imóveis no QuintoAndar e use os mais de 60 filtros que a plataforma digital oferece pra encontrar uma casa nova do jeitinho que você quer.