(Por SíndicoNet*) Todo segundo semestre do ano chega o momento em que os moradores de condomínios começam a lidar com o aumento do gás encanado. E em 31/05/2021, a Agência Reguladora de Serviços Públicos de São Paulo (Arsesp) anunciou o reajuste que passou a valer em junho para os consumidores das áreas das concessionárias que atuam no estado. Os aumentos foram de 8,1% a 39,9%, atingindo clientes residenciais, estabelecimentos comerciais e indústrias, além de motoristas que abastecem com gás natural veicular (GNV). 

O reajuste inclui condomínios em que a gestão é feita de maneira coletiva, mas também àqueles que possuem o consumo individualizado. Clique para conhecer fornecedores de serviço que facilitam a cotação de consumo individualizado de gás em condomínios.

Por que a conta de gás ficou mais cara em junho? 

Ainda conforme a Arsesp, o aumento acima da inflação em 2021 foi motivado pelo aumento do gás promovido pela Petrobras, no início de maio de 2021, e repassado anualmente aos consumidores paulistas na revisão anual de preços no estado. E também do IGP-M, índice de inflação usado para reajustar os contratos das empresas que, no mês do aumento do gás, ficou em 37,04% no acumulado de 12 meses (junho/2020 a maio/2021). 

O valor de reajuste do aluguel de imóveis, por exemplo, é também influenciado pelo IGP-M. Inclusive, por conta disso, os índices de reajuste de aluguel têm sido amplamente discutidos, com comparações entre o IGP-M e o IPCA, que vem sendo adotado cada vez mais no mercado imobiliário.

Vale lembrar que a alta na tarifa do gás atingiu os clientes da concessionária Comgás, que atende mais de 90 cidades do estado de São Paulo, e da Naturgy, que atua nas regiões de Sorocaba e Registro, no interior paulista.

O aumento em junho de 2021 para os consumidores residenciais atendidos pela Comgás foi de até 9,8%. Entre as residências clientes da Naturgy, o gás encanado vai subir até 33,3%.

Veja a seguir as correções para segmentos residenciais, comerciais e industriais válidas a partir de 31/05/2021:

Aumento do gás encanado – Comgás

Aumento do gás encanado – Naturgy


Repasse menor para o consumidor da Comgás

Conforme anunciou em agosto de 2021, a Arsesp, em um esforço conjunto com o Governo do Estado de São Paulo e a Comgás – que têm acompanhado o aumento no custo do gás natural nos reajustes feitos pela Petrobras (48,7% nos últimos meses) –, a agência e a concessionária concordaram em aplicar um tratamento alternativo para o seu repasse às tarifas. 

Dessa forma, no reajuste feito no final de maio, o aumento do gás nas tarifas dos segmentos Industriais, Cogeração, GNV, e demais – exceto os segmentos Residenciais e Comercial –, ficou na casa dos 9%.

Aumento do gás: como economizar na conta?

Agora que sabemos que o aumento do  gás no seu bolso é reflexo de um reajuste anual, saiba também que é possível economizar. Veja as dicas do SíndicoNet para amenizar a recente alta na sua conta do mês:

Aquecedor de água

  • Mantenha a temperatura do aquecedor entre 38°C e 42°C, evitando a mistura de água fria e desperdício de gás;
  • Ligue o chuveiro apenas na hora de entrar no banho;

Esteja com a manutenção em dia

  • Com o aumento do gás, é ainda mais recomendado que a manutenção preventiva do aquecedor seja realizada anualmente. Para isso, consulte a assistência técnica da concessionária que atende o seu condomínio;

Forno, panela e microondas

  • Use o forno com moderação. Esta é a parte do fogão que mais consome gás;
  • Tente não abrir e fechar a porta do forno seguidas vezes;
  • Se possível, tente cozinhar os alimentos com a tampa da panela fechada. Dessa forma, o calor não escapa. Os alimentos podem ser esquentados com mais rapidez e você usará o gás por menos tempo;
  • O micro-ondas é uma opção que gasta pouca energia e aquece mais rápido os alimentos. No atual cenário, ele acaba sendo uma alternativa ao fogão que usa gás encanado;
  • Panelas de pressão aceleram o cozimento e reduzem o tempo de preparo dos alimentos;
  • Em tempos de alta do gás encanado, as panelas elétricas também são uma alternativa. Mas o uso deve ser moderado para não aumentar a conta de energia;
  • Reduza a potência depois da fervura. Depois da fervura, não é necessário mantê-la em fogo alto. Com esse equilíbrio, gasta-se menos gás.

Verifique a tubulação

  • Se todas as outras medidas não surtirem efeito, o ideal é verificar as instalações internas de sua unidade para saber se está havendo algum vazamento de gás ou obstrução da tubulação;
  • Se o problema for na área comum do condomínio, reporte a situação ao síndico. A manutenção das instalações de gás do condomínio deve estar em dia;

Com o aumento do gás, essas soluções simples podem te ajudar a economizar todos os dias.

Precisando trocar a titularidade da sua conta de gás? Veja como fazer na sua cidade


(*) Sobre o SíndicoNet

O SíndicoNet (https://www.sindiconet.com.br/) é a principal plataforma de conteúdo, tecnologia e serviços referência para síndicos, condomínios e administradoras condominiais do país. A companhia oferece também cursos de capacitação de síndicos e o portal ‘CoteiBem’, marketplace para cotação de serviços de todos os tipos para condomínios com mais de 5.000 fornecedores em mais de 200 cidades do país,cadastrados e avaliados por síndicos e administradoras de condomínios. Fundado em 1996, o SíndicoNet foi adquirido pelo QuintoAndar em 2020, mas mantém sua operação independente e focada em fortalecer o ecossistema condominial do país.