Você sabia que o Bixiga, um dos bairros mais tradicionais de São Paulo, não é oficialmente um bairro? Pelo menos não de acordo com a divisão administrativa do município.

Localizado no distrito da Bela Vista, o Bixiga é uma das áreas mais famosas da cidade. Mas não é um bairro. Pois sabe quem liga pra isso? Ninguém! Quem mora no bairro do Bixiga – vamos combinar de chamar assim, né? – é bairrista até dizer chega. E ama, frequenta e defende a vizinhança com unhas e dentes.

É o caso da atriz e dramaturga Lígia Souto, que se apaixonou perdidamente pelo Bixiga e se mudou de mala e cuia da Zona Leste, onde vivia. Ela conta o que torna a região tão legal para se morar. E traz dicas imperdíveis de lugares nesse que é um dos mais tradicionais redutos tanto italiano quanto cultural da capital Paulista.

Navegue pelo conteúdo: 

Por que o nome do bairro é Bixiga?

Bexiga ou Bixiga? Existem duas teorias para o nome de um dos bairros mais tradicionais de São Paulo. 

A primeira vem da denominação que recebeu o loteamento da antiga Chácara do Bexiga, em 1890, chamada desta maneira porque seu dono era conhecido como Antônio Bexiga e que teria sido vítima da varíola. 

A denominação Bixiga, porém, se refere ao matadouro público que comercializava bexigas de boi, localizado na Rua Santo Amaro, construído em 1774. Em 1878, um jornal da cidade anunciou a comercialização da área das “matas do Bixiga”, dando início ao processo de loteamento e formação do bairro. 

Bexiga ou Bixiga, o que importa é que o bairro é um dos mais adorados pelos paulistanos.

Todo mundo encontra seu lar no QuintoAndar
Todo mundo encontra seu lar no QuintoAndar Conheça aqui

Qual comunidade influenciou o bairro do Bixiga?

Os primeiros moradores do bairro foram imigrantes italianos e escravizados fugidos ou libertos.  Apesar disso, o Bixiga é um bairro multiétnico, e desde a chegada dos primeiros moradores nunca foi 100% italiano. 

Os italianos eram sim maioria no Bixiga no final do século XIX. Mas, com o passar dos anos o bairro foi recebendo negros e outros imigrantes que também contribuíram culturalmente na formação da região.

A principal herança deixada pelos italianos e, hoje, conservada pelos seus descendentes é a tradicional Festa de Nossa Senhora Achiropita. Como o bairro também recebeu influência da comunidade negra, a festividade, que é hoje a maior da cidade, também apresenta elementos da cultura afro-brasileira. 

Nossa Senhora Achiropita é um dos nomes dados à Maria, mãe de Jesus, e sua imagem está retratada em afresco no templo-basílica de Rossano Calabro, na Calábria, Itália. 

O festejo teve seus primeiros desenvolvimentos no início do século XX, mas foi definitivamente autorizado pela Prefeitura de São Paulo em 1980.

Atualmente, a Festa de Nossa Senhora Achiropita recebe 200 mil visitantes de São Paulo e todo Brasil, e conta com 30 barracas de comes e bebes e mais de mil voluntários. A maioria dos visitantes vêm para participar da missa na Paróquia Nossa Senhora Achiropita e receber as bênçãos. 

A festa dura todo o mês de agosto e é localizada na Rua Treze de Maio, onde está a Paróquia Nossa Senhora Achiropita. 

A comunidade negra, que no início da sua imigração para a região se concentrava próxima à Avenida Nove de Julho, também contribui com um dos estilos musicais mais brasileiros: o samba. 

Em 1930, foi fundada a escola de samba Vai-Vai, uma das mais tradicionais do carnaval brasileiro. O Bixiga, então, virou um reduto do samba paulistano e de cantores famosos, como Adoniram Barbosa, que não nasceu no bairro, mas virou frequentador assíduo e até homenageou a região com a canção “Samba no Bixiga”. 

A Rua Treze de Maio também abriga, atualmente, uma das melhores rodas de samba da cidade, o “Samba da Treze”, projeto do grupo Madeira de Lei que acontece todas as sextas-feiras, às 20 horas, e reúne gente de toda capital. 

Quais os bairros mais antigos de São Paulo?

O Bixiga é um dos bairros mais antigos de São Paulo e a preservação e manutenção da região é muito importante para entender o desenvolvimento histórico da cidade, bem como a cultura dos primeiros moradores do bairro.

Apesar de manter a história da cidade e suas raízes vivas, o primeiro bairro paulistano não foi o Bixiga, mas, sim, Pinheiros. 
O bairro Pinheiros foi estabelecido em 1562 pelos indígenas, que deixaram o Piratininga e migraram primeiro para o Largo da Batata, para depois se estabelecerem na região conhecida como Nossa Senhora dos Pinheiros.

Leia mais: Melhores bairros de São Paulo: Guia Completo para Decidir onde Morar

Teatros no Bixiga

“Eu me apresentava numa peça na Rua Santo Amaro. E foi aí que a minha relação com o Bixiga começou, entre 2015 e 2016. Eu estudava dramaturgia de manhã no Centro e esperava o horário da peça ou dos ensaios dando voltas pelo bairro ou sentada nas praças por aqui”, lembra Lígia.

Conhecido principalmente por suas tradicionais cantinas italianas, o bairro do Bixiga é um dos mais seguros de São Paulo. E é também um grande polo cultural, pois conta com alguns dos principais teatros da cidade, como o Oficina, por exemplo. E foi justamente o meio teatral o grande fio condutor de sua mudança pro bairro.

“Antes da peça que fiz aqui, eu já tinha vindo ao bairro pra ir no Oficina, que fica na rua Jaceguai. Ou seja, o começo da minha relação com o bairro sempre teve alguma ligação com o teatro”, conclui a atriz, que criou um grupo no Facebook, chamado “Bixigas e Belas Vistas”

Busque imóveis pra alugar na Bela Vista pelo QuintoAndar:

Outro famoso teatro da região é o Bibi Ferreira, localizado na Avenida Brigadeiro Luís Antônio. Inaugurado em 1973, o Bibi Ferreira é um dos teatros mais antigos e tradicionais da cidade, que preserva a sua arquitetura original. O teatro abriga desde espetáculos infantis a comédias.

Coração: Treze de Maio

A Bela Vista Bixiga é uma das melhores opções de bairros para se morar em São Paulo, e no coração do Bixiga está a Rua Treze de Maio, que abriga o melhor da gastronomia e atrações culturais da região. O bairro também faz divisa com Avenida Paulista, Rua da Consolação e o distrito da Sé, no Centro de São Paulo. 

Além disso, o Bixiga é de fácil acesso para quem necessita de transporte público, com quatro estações de metrô: Brigadeiro e Trianon-Masp da Linha Verde, e Vergueiro e São Joaquim da Linha Azul, e rede de ônibus que conecta a região com toda a cidade. 

E não é só a localização que é privilegiada. A diversidade no tamanho e estilo de imóveis agrada os moradores em potencial do bairro. Desde aqueles que preferem um imóvel mais moderno, aos que são fãs dos mais clássicos nos prédios históricos da região. 

Segundo a Pesquisa de Mercado da Capital do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-SP), o preço médio da locação em um apartamento de um dormitório é de R$1.379,60. De dois, R$2.275,76, e três dormitórios, R$3.747,23.

O melhor do Bixiga

Aos 27 anos, Lígia mora atualmente com sua cadelinha Yoko, num apartamento de um quarto na região. E ambas vivem recebendo amigos em casa.

Dá uma olhada nas dicas que a Lígia listou, com seus lugares preferidos no bairro do Bixiga: 

Al Janiah

“Polo de resistência e cultura no bairro, fica na Rui Barbosa e é um lugar culturalmente incrível, cheio de comidas e atrações culturais”.

Além de um menu mediterrâneo-libânes, o Al Janiah, que é centro cultural, bar e restaurante, promove discussões políticas, apresentações de música étnica e danças palestinas. A maioria de seus funcionários são refugiados da Palestina e Síria, e imigrantes cubanos e argelinos.

Café Sabelucha

“Um café bem tradicional e famoso do bairro, conhecido por gente de toda parte da cidade. Os donos são muito gente boa, o café é muito bom, os salgados e cannolis são incríveis e a vibe é de puro amor. Lugar bem gostoso de passar tempo e trocar ideias”.

O Café Sabelucha está localizado em um espaço pequeno e aconchegante na Rua Treze de Maio.

ligia souto em frente ao balcão da cafeteria sabelucha localizada no bairro do bixiga

Edifício Viadutos

“Aqui a minha brisa é um pouco diferente. Esse prédio é na minha opinião o mais bonito da cidade e, às vezes, eu fico sentada ali na praça General Craveiro Lopes só pra ficar olhando pra ele. O prédio fica bem na entrada do bairro do Bixiga e é como se sinalizasse um portal para dentro do bairro. Foi um dos prédios projetados pelo Artacho Jurado e é o prédio mais lindo de São Paulo pra mim, onde sinto que cheguei em casa. Bom pra levar cachorro ou só ir pensar na vida”.

imagem de prédio residencial no bairro do bixiga

Autêntico Empório Mineiro

De frente para a praça Dom Orione e localizado na Rua Treze de Maio, o Empório é um espaço autêntico mineiro, com pão de queijo mineiro, queijo canastra, goiabada cascão, doce de leite e café do Sul de Minas. 

Quando tem evento no Bixiga, o foodtruck do Empório roda o bairro para servir o melhor dos quitutes mineiros para os moradores e visitantes.

Cantina da Conchetta

Não é segredo para ninguém que o Bixiga tem as melhores cantinas italianas da cidade. Mas, a Cantina da Conchetta possui um diferencial de dar água na boca: o Rodízio de Massas. 
A Conchetta, localizada na Rua Treze de Maio, nos leva também à Itália, com sua decoração em verde, vermelho e branco, e varais napolitanos. O tradicional restaurante também serve pratos a la carte, que também estão presentes no rodízio, entre eles, Nhoque, Lazanha, Rondelli de queijo, Spaguetti, Tagliarin, etc. 

Brechós e antiquários

“No bairro existem muuuuuitos brechós e antiquários e pra mim se tornou normal comprar quase tudo para casa nesses lugares, como o JMS Antiguidades. Garimpar pelo bairro é uma coisa que faço bastante e me dá paz”.

O JMS Antiguidades fica localizado na Rua Major Diogo.

Escadaria do Jazz

O Bixiga também é o bairro ideal para os amantes de jazz. A Escadaria do Jazz reúne bandas de jazz, blues e até fanfarras que dão um show na escadaria do Bixiga, na Rua Treze de Maio, com apresentações que vão das 14 às 20 horas.

Casa de amigos

“Entre os lugares que mais gosto e mais frequento no bairro estão as casas dos meus vizinhos e amigos. Este é um bairro repleto de artistas dos mais diversos tipos como o meu amigo, o artista plástico Robinho Santana”.

ligia souto e robinho santana rindos e sentados em mesa de madeira e na parede ao fundo algumas obras do artista plástico

AP32

“Temos na Rua Santo Antônio, um apartamento de portas abertas para ensaios e apresentações, a proposta é fazer teatro em apartamento e abrir as portas de casa para artistas e grupos que praticam teatro ou para quem tiver interesse em assistir teatro em outros formatos”.

Quer um cantinho no Bixiga? Vem com o QuintoAndar

Quer um cantinho só seu no Bixiga para morar? Por meio do site ou app do QuintoAndar, você encontra diversas opções de imóveis no Bixiga. Além disso, os nossos 66 filtros te ajudam a refinar a sua busca para encontrar o apartamento ou a casa dos seus sonhos nesse bairro incrível!

Aproveite também para conhecer um pouco mais da capital paulista, com nossa lista com os melhores bairros de São Paulo.