O mais recente Censo do IBGE, realizado em 2010, aponta que a população estimada de São Paulo no ano de 2021 gira em torno de 12,3 milhões de habitantes, o que faz da cidade a maior metrópole da América do Sul. Conhecida por seu trânsito pesado, a Capital Paulista tem nas bicicletas um importante respiro de mobilidade. Neste artigo vamos falar sobre as estruturas de ciclovia em SP.

Navegue pelo conteúdo:

Financiar um novo lar sem dor de cabeça? Aqui você consegue.
Financiar um novo lar sem dor de cabeça? Aqui você consegue. Descubra como

Diferença entre ciclovia e ciclofaixa

Para entender melhor a estrutura de São Paulo para quem anda de bicicleta, é preciso explicar como cada tipo de espaço é chamado. 

As denominações são as seguintes:

  • Ciclovia: é uma pista de uso exclusivo de bicicletas e outros ciclos (veículos de pelo menos duas rodas e sem motor, como patinetes ou skates). São espaços separados fisicamente do tráfego comum;
  • Ciclofaixa: uma parte da via de tráfego, calçada ou canteiro que é destinada à circulação exclusiva de bicicletas e outros ciclos. É delimitada por uma sinalização específica;
  • Ciclofaixa de lazer: espaços temporários, que são criados aos domingos e feriados, das 7h às 16h, junto a canteiros centrais ou à esquerda de determinadas vias da cidade. São faixas separadas do tráfego por elementos cones ou cavaletes e com sinalização que regulamentam seu uso pelos ciclistas.
  • Calçada Compartilhada: espaço sobre a calçada ou um canteiro central que, de forma simultânea, é destinado a pedestres, cadeirantes e ciclistas montados. Neste espaço, o pedestre tem a prioridade, desde que devidamente sinalizado;
  • Rota de Bicicleta ou Ciclorrota: via com volume de tráfego baixo e sinalização específica, que indica o compartilhamento entre veículos motorizados e bicicletas. Esses espaços têm velocidade máxima reduzida e são criados para facilitar a circulação das bikes, interligando ciclovias, ciclofaixas e outros pontos de interesse dos ciclistas.

Diferença entre bicicletário e paraciclo

Tão importante quanto ter onde circular, o ciclista precisa ter estrutura para deixar a sua bicicleta em lugares seguros. E além da ciclovia em SP, espaços públicos com essa finalidade também fazem parte do pacote. São eles:

  • Bicicletários: espaços amplos destinados ao estacionamento de bicicletas, seja em área pública ou privada, que contem com algum tipo de vigilância, seja ela humana e presencial ou eletrônica.
  • Paraciclos: estruturas mais simples, que também podem ser instaladas em áreas públicas ou privadas, que servem de suporte para a fixação de bicicletas com correntes e cadeados.

Ciclovia em SP

A cidade de São Paulo conta com 699,2 Km de vias com algum tipo de estrutura permanente para ciclistas. 

Em março de 2022, a prefeitura anunciou a assinatura de um contrato que prevê a construção de mais 48 Km de ciclovia em SP, com as seguintes novas estruturas:

  • Ciclovia Bresser
  • Ciclovia José Maria Whitaker I
  • Ciclovia República do Líbano
  • Ciclovia Rui Barbosa – Treze de Maio
  • Ciclovia Dom Pedro I
  • Ciclovia Eduardo Paulo Freire
  • Ciclovia João Batista Conti
  • Ciclovia Miguel Yunes
  • Ciclovia Nagib Farah Maluf
  • Ciclovia Viaduto Itiguaçu
  • Ciclovia Jacu-Pêssego
  • Ciclovia Sena Madureira
  • Ciclovia Sangirardi – Dona Avelina
  • Ciclovia Raimundo Pereira de Magalhães
  • Ciclovia Cidade Universitária
  • Ciclovia Ponte Jaguaré
  • Ciclovia Jaguaré
  • Ciclovia Campo de Bagatelli
  • Ciclovia Doutor Abraão Ribeiro
  • Ciclovia Gastão Vidigal
  • Ciclovia Ponte Freguesia do Ó
  • Ciclovia Alvarenga
  • Ciclovia Avenida Mutinga
  • Ciclovia Ordem e Progresso
  • Ciclovia Tiradentes – Santos Dumont
  • Ciclovia Radial Leste
  • Ciclovia Armando de Arruda Pereira
  • Ciclovia Alberto Zagottis e Octalles Marcondes Ferreira
  • Ciclovia Carlos Caldeira Filho
  • Ciclovia Indianópolis
  • Ciclovia Nações Unidas I e Nações Unidas II

Além disso, o plano municipal prevê que a cidade tenha uma malha cicloviária de 1.800 Km até 2028.

Números da malha cicloviária na cidade de São Paulo

Veja alguns números sobre ciclovia em SP e estrutura para ciclistas em geral:

Total de vias para bicicletas699,2 Km
Ciclovia em SP e Ciclofaixa667,1 Km
Ciclorrotas32,1 Km
Bicicletários72
Vagas em bicicletários7.192
Paraciclos29
Vagas em paraciclos802

Ciclovia em SP: saiba quais são as mais movimentadas

Entre os quase 700 Km de malha cicloviária, alguns pontos específicos da cidade costumam reunir uma concentração maior de ciclistas. Veja quais são os mais movimentados: 

Ciclovia Avenida Paulista (Canteiro central)

Com 2,7 km de extensão e quatro metros de largura, a Ciclovia Avenida Paulista foi inaugurada em 2015 e mudou a cara da principal via do coração da cidade. Construída no canteiro central, ela vai da Praça Oswaldo Cruz até a Avenida Angélica. Além disso, nos domingos e feriados, ainda ganha a adição de uma ciclofaixa de lazer. 

Ciclovia Rio Pinheiros

Localizada na margem leste do Rio Pinheiros, tem seu percurso de 21,5 quilômetros de extensão paralelo a Linha 9 da CPTM e é a maior ciclovia da Região Metropolitana de São Paulo. Foi inaugurada em 2010 e desde 2020 está sob administração da iniciativa privada.

Companhia de Engenharia de Tráfego: mapa de ciclovia em SP

Para saber mais sobre a localização de alguma ciclovia em SP, a melhor forma de obter informação é pelo mapa interativo da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Clique na imagem abaixo para acessar:

Região Metropolitana

Também em março de 2022, o Governado do Estado de São Paulo lançou o projeto da primeira ciclovia de longa distância em rodovia no Brasil. Planejada para ser construída na Rodovia dos Bandeirantes, a Ciclovia dos Bandeirantes terá aproximadamente 57 quilômetros de extensão e irá ligar a Capital Paulista ao município de Itupeva.

Usuários de ciclovia em SP

De acordo com uma nota técnica divulgada em agosto de 2021 pelo Centro de Estudos da Metrópole (CEM), órgão ligado à Universidade de São Paulo (USP), a infraestrutura de ciclovia em SP contempla, em especial, pessoas brancas de classe alta.

Segundo o levantamento, a renda dos moradores que estão a 300m de alguma ciclofaixa ou ciclovia em SP é 43% maior do que a média da cidade. Além disso, as regiões onde a maior parte dos moradores não possuem automóvel são

menos contempladas pela infraestrutura cicloviária.

Integração entre Metrô e ciclovia em SP

Para quem precisa percorrer distâncias mais longas, o Metrô oferece aos ciclistas a opção de viajar em seus vagões com suas bicicletas. No entanto, é preciso ter atenção ao regulamento de uso do meio de transporte

As bicicletas são permitidas no Metrô nos seguintes horários:

  • Segunda a sexta, das 10h às 16h e das 21h até o fechamento do sistema;
  • Sábado, domingo e feriado: das 04h40 à meia-noite (durante todo o horário de funcionamento)

São permitidas quatro bicicletas por trem, sempre no último vagão. Sendo que os modelos dobráveis são permitidos em qualquer horário, desde que embalados em capa ou bolsa protetora e que o volume não ultrapasse 150 cm x 60 cm x 30 cm.

Bicicletários no Metrô

Além de permitir viagens com bicicletas, o Metrô de São Paulo também conta com bicicletários anexos às seguintes estações:

  • Corinthians/Itaquera
  • Guilhermina/Esperança 
  • Carrão 

Os bicicletários funcionam das 6h às 22h e as bicicletas ficam sob responsabilidade do Metrô. As bikes devem ser presas com cadeados do próprio usuário.

Já os bicicletários anexos às estações Pinheiros e Butantã, da Linha 4-Amarela, e operados pela ViaQuatro, mantêm a operação na modalidade guarda de bicicletas.

Bairros com mais bicicletários nos condomínios

De acordo com um estudo feito recentemente em São Paulo pelo QuintoAndar, o percentual de proprietários que destacam ter espaço para guardar bicicletas em seus imóveis anunciados cresceu 15% no segundo trimestre de 2021, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Em uma comparação com 2017, ano do início do levantamento, o percentual praticamente quadruplicou.

Além disso, o estudo do QuintoAndar aponta os bairros paulistanos com maior percentual de anúncios de imóveis que descrevem espaço para bicicletas. São eles: 

  • Santa Cecília;
  • Casa Verde;
  • Jabaquara;
  • Brooklin;
  • Mandaqui;
  • Bom Retiro;
  • Pinheiros;
  • Ermelino Matarazzo;
  • Santana.

More perto de uma ciclovia em SP

Estar perto de uma ciclovia em SP significa ter uma opção mais saudável de mobilidade para fugir do trânsito e, ao mesmo tempo, ter um bom espaço para se exercitar pedalando ao ar livre. 

Aqui no QuintoAndar, a gente oferece muitas opções para quem está de mudança e busca imóveis para alugar ou comprar na Capital Paulista. Então, que tal procurar um novo lar perto de uma ciclovia em SP?

Para isso, a gente tem uma dica imperdível: use os mais de 70 filtros diferentes de pesquisa na nossa plataforma e refine a sua busca. Assim, fica mais fácil de encontrar o imóvel ideal na sua região preferida na cidade. E aproveite para dar uma olhada no raio expandido do mapa. Quem sabe você não encontra o seu lar ideal perto de uma ciclovia em SP?