Como estamos passando mais tempo dentro de casa, a falta do verde e da natureza começa a ser algo perceptível. 

Desse modo, trazer esses elementos para o lar tem seus benefícios. Eles oferecem tranquilidade, relaxamento e ar puro, além das plantas serem ótimos itens de decoração e deixarem o ambiente mais alegre.

Por isso, ter um jardim vertical na sua casa ou apartamento é uma excelente opção para quem não tem muito espaço. De fácil manutenção e manuseio, o jardim vertical é prático e fácil de fazer.

Abaixo separamos algumas dicas e o passo a passo de como fazer um jardim vertical. Confira!

Navegue pelo conteúdo:

1. Escolha o local para o jardim vertical

plantas penduradas em um jardim vertical de madeira escura

Para começar a montar o seu jardim vertical, você deve escolher onde será a base. Leve em consideração locais com luz, ventilação e que seja possível fazer a irrigação das plantas sem se preocupar em danificar outros móveis.

Se na sua casa não tem paredes que recebam a luz do sol diretamente, pode ficar tranquilo. Existem plantas que se adaptam apenas com a claridade solar.

Outra dica importante é escolher uma parede que seja lisa e não precise de uma grande estrutura para sustentar o jardim vertical.

Leia também: Plantas de sombra: quais as espécies mais indicadas para dentro do apartamento ou casa

2. Escolha quais plantas usar em seu jardim vertical

plantas em vários nichos coloridos em um jardim vertical, várias espécies de plantas.

Feito a escolha do local, agora é a hora de definir as espécies de plantas para jardim vertical que mais combinam com as condições do local e que também vão de acordo com seu gosto. 

Desse modo, se no espaço bater muito sol, opte por espécies que são mais resistentes e que usem o excesso de sol ao seu favor. 

Alguns exemplos são: a barba-de-serpente, orquídea-grapete, aspargo-pluma, brilhantina, flor-de-coral e colar-de-pérolas.

Já para ambientes onde tem meia-sombra ou para paredes dentro de casa, opte por espécies como samambaia, bromélia, dedo-de-moça, chifre-de-veado, babosa-de-pau, rabo-de-gato e flor-de-maio.  

Vale lembrar que praticamente qualquer tipo de planta pode ser cultivada em um jardim vertical. Isso porque a única necessidade é ter espaço para as raízes crescerem pelo suporte do jardim. 

3. Escolha qual estrutura utilizar

A estrutura de um jardim vertical é importante, pois é nela que as plantas vão se desenvolver e deixar o jardim vistoso.

Abaixo separamos alguns tipos de estruturas para você escolher.

Bloco de madeira ou pallet

plantas de jardim vertical em parede bege

Essa é uma opção mais acessível, porém demanda habilidades com furadeira e afins. Ou seja, você pode comprar um bloco de madeira já pronto com as tábuas montadas ou comprar as tábuas individuais e confeccionar do tamanho que quiser. 

Já com os pallets, é só lixá-los para deixá-los mais lisos e retirar as imperfeições e fixá-lo à parede.

Canos de PVC

jardim vertical estruturado em canos de pvc

Com alguns canos de PVC fica fácil montar um jardim vertical diferenciado e artesanal. Desse modo, faça buracos no cano e prenda as plantas neles. É possível também plantar temperos e vegetais, transformando seu jardim em uma mini horta. 

Blocos de cerâmica

vasinhos em nichos em jardim vertical de blocos de ceramica

A cerâmica também pode ser usada para fazer seu jardim. Mas lembre-se de pintá-la e usar argamassa para instalar na parede. Você também pode contar com uma prateleira, instalando os vasos ali.

Vasos individuais

vasos individuais em um jardim vertical

Se você não quiser comprar uma estrutura e tiver que mexer na sua casa, uma opção é encaixar vasos individuais com as plantas diretamente na parede, por meio de ganchos e grades. 

4. Descubra uma maneira de iluminar e irrigar as plantas

nichos em vasos em uma sala muito iluminada

Por mais que algumas espécies não precisem de iluminação e água frequentemente, todas as plantas eventualmente precisam desses elementos. 

Então, pesquise sobre as necessidades de água e luz que a planta escolhida deve ter e procure um método de irrigação e luz.

Sobre a questão da iluminação, se o local do jardim não tiver nenhum tipo de claridade ou luz do sol, opte pela iluminação artificial. É possível usar lâmpadas específicas que podem ser encontradas em lojas de jardinagem ou agricultura.

Já sobre a irrigação, o sistema de gotejamento é a opção mais prática, em que você pode comprar até mesmo vasos auto irrigáveis. Desse modo, na hora de comprar as plantas, verifique os melhores métodos de irrigação com os jardineiros da loja e opte pelo melhor para a espécie.

Outro ponto importante é o solo que vai dentro dos vasos das plantas. Prefira compostos orgânicos que podem ser encontrados em supermercados e lojas de jardinagem. Além disso, de tempos em tempos você deve fazer a manutenção dele e repor os substratos naturais e nutrientes. 

Que tal montar o seu jardim vertical em um novo lar?

Com esse passo a passo de como fazer jardim vertical, trazer um pouco de verde para sua rotina ficou bem mais fácil! E se você estiver procurando um novo cantinho para chamar de seu, não deixe de escolher um que comporte este projeto. 

No QuintoAndar, a maior imobiliária online de toda a América Latina, dá para pesquisar casas e apartamentos em que é possível montar um jardim vertical tanto dentro como no quintal ou na varanda do imóvel. 

Graças aos mais de 70 filtros de busca disponíveis, você pode fazer a busca por imóveis de todos os tamanhos, fazendo tours virtuais e agendando sem burocracias visitas aos imóveis. 

Dessa forma, será muito mais fácil encontrar o apartamento perfeito, com espaço para montar seu jardim vertical dos sonhos!