Brasília tem pouco mais de 3 milhões de habitantes e é a terceira maior capital brasileira em termos populacionais. Fica atrás apenas de São Paulo (12,3 milhões) e Rio de Janeiro (6,7 milhões). E como qualquer grande metrópole, não é um dos lugares mais baratos para se morar. Mas como será o custo de vida em Brasília? Preparamos um artigo para você ter uma noção de como é morar na Capital Federal.

Navegue pelo conteúdo:

Morar em Brasília é caro?

Para quem sempre morou em grandes capitais, o custo de vida em Brasília não assusta, pois se equivale. Mas para quem chega de cidades menores para a Capital Federal, o impacto certamente é maior. 

Quanto é o custo de vida em Brasília?

É possível traçar um paralelo comparativo de custo de vida entre algumas das principais cidades do país com base nos valores divulgados pelos próprios moradores. 

Pra se ter uma ideia, de acordo com o portal colaborativo Custo de Vida, no qual os usuários respondem a uma pesquisa sobre os preços de diversos itens em suas cidades, o aluguel de um mesmo tipo de imóvel em um dos bairros nobres de São Paulo, ser entre 25,3% e 66,7% mais caro do que na Capital Federal.

Veja o quadro:

Tipo de imóvelBrasília (DF)São Paulo (SP)
Kitnet (região barata)R$ 391,97R$ 466,72 (19,1% a mais)
Apartamento de 2 quartos (região barata)R$ 828,85R$ 910,34 (9,8%)
Apartamento de 3 quartos (região barata)R$ 1.067,72R$ 1.092,77 (2,3%)
Kitnet (região cara)R$ 1.230,00R$ 2.050,56 (66,7%)
Apartamento de 2 quartos (região cara)R$ 1.541,97R$ 1.932,54 (25,3%)
Apartamento de 3 quartos (região cara)R$ 3.257,14R$ 4.747,50 (45,8%)

Já o transporte em Brasília, por exemplo, fica mais ou menos no meio do caminho entre cidades como Rio de Janeiro e São Paulo. O metrô na Cidade Maravilhosa custa R$ 5,80, enquanto em São Paulo é de R$ 4,40 e na Capital Federal o valor é de R$ 5,50. 

O almoço em um restaurante carioca relativamente barato pode custar cerca de R$ 20 reais por pessoa, o que em Brasília ficaria num patamar de R$ 15. Já a média em um restaurante mais caro pode passar de R$ 80 na Capital Federal e girar em torno de R$ 60 no Rio de Janeiro. 

Ou seja, o custo de vida brasiliense acaba não sendo muito diferente de outras cidades brasileiras!

Na hora de pesquisar um imóvel em uma dessas regiões a diferença vai estar mais no estilo de vida que cada lugar pode oferecer como benefício, fazendo com que os valores compensem conforme as suas necessidades.

Quer se mudar para um lugar incrível? Procure seu novo lar na maior imobiliária digital do país e alugue sem fiador Pesquisar imóvel

Maior PIB per capita do país

Cidade jovem e planejada, inaugurada em 1960, para ser a capital do país, Brasília tem como grandes vantagens para seus moradores a infraestrutura e os serviços. Especialmente para quem mora nas áreas que formam o Plano Piloto.

Assim como em qualquer metrópole, o custo de vida em Brasília está longe de se comparar ao de uma cidade pequena. Até porque, a região tem o maior Produto Interno Bruto (PIB) per capita.

Em novembro de 2020, a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) divulgou que o valor do PIB per capita no Distrito Federal é R$ 85.661, número 2,5 vezes maior do que a média nacional (R$ 33.594). Números, como não poderia deixar de ser, puxados por Brasília. 

Os dados divulgados pelo Codeplan são referentes ao ano de 2018. E significam que se cada morador da Capital Federal recebesse uma fatia igual da divisão de todos os bens e serviços finais produzidos na região, cada um receberia o valor de R$ 85.661. Esse índice, para se ter uma ideia, é o dobro do registrado em São Paulo (R$ 48.542), o segundo maior do Brasil. 

Como é a qualidade de vida em Brasília?

De acordo com o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Brasília está entre as dez melhores cidades brasileiras pra se morar.

Isso porque a pesquisa leva em consideração os indicadores de longevidade (expectativa de vida), renda (PIB per capita) e educação (taxa de matrícula e alfabetização). A medição registra como acima da média os locais cujos índices ficam a partir de 0,800, enquanto os de pontuação de 0,500 a 0,799 são considerados medianos. No caso de Brasília, os índices ficaram em:

IndicadorPontuação
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM)0,824
Longevidade0,873
Renda (R$ 1.715,11 mensais per capita)0,863
Educação0,742

Já a pesquisa elaborada em 2019 pela companhia global Mercer, colocou que Brasília é a primeira cidade brasileira que aparece no ranking de melhor qualidade de vida. A empresa avaliou como vivem os moradores de 450 cidades ao redor do mundo. Há anos, a cidade se destaca nessa pesquisa, tendo constado nas listas dos anos de 2017, 2016, 2015 e 2012.

O ranking teve como referência dez critérios, subdivididos em 39 categorias. Foram eles:

  • Ambiente político e social (estabilidade política, crime, cumprimento de leis, etc);
  • Ambiente econômico (regulamentações sobre taxa de câmbio, serviços bancários);
  • Ambiente sociocultural (disponibilidade de mídia e censura, limitações para liberdade pessoal);
  • Considerações médicas e de saúde (suprimentos e serviços médicos, doenças; infecciosas, saneamento, descarte de resíduos, poluição do ar, etc);
  • Escolas e educação (padrões e disponibilidade de escolas internacionais);
  • Serviços e transporte público (eletricidade, água, transporte público, congestionamento de trânsito, etc);
  • Recreação (restaurantes, teatros, cinemas, esportes e lazer, etc);
  • Bens de consumo (disponibilidade de alimentos/artigos de consumo diário, carros, etc);
  • Moradia (aluguel de imóvel, eletrodomésticos, móveis, serviços de manutenção);
  • Ambiente natural (clima, registro de desastres naturais);

Como é morar em Brasília?

Planejada por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, Brasília é bastante desenvolvida, moderna e jovem, porém tem suas particularidades assim como qualquer outra cidade. Considerada um Patrimônio Mundial pela UNESCO por conta do conjunto arquitetônico e urbanístico, a cidade é a maior área tombada do mundo, com 112,5 km2.

Pensando nas suas características específicas, além do custo de vida em Brasília, preparamos uma lista de curiosidades sobre como é morar por lá, veja:

  • O clima costuma ser quente e úmido no Planalto Central, mas durante o inverno o tempo fica mais frio e seco (enquanto o verão por lá é o período mais chuvoso);
  • O relevo plano tem leves ondulações em sua extensão, com uma altitude média entre 1.000 e 1.200 metros, sendo o ponto mais alto da cidade o Pico do Roncador (com 1.341 metros, localizado na Serra de Sobradinho);
  • O Lago artificial conhecido como Paranoá, construído a partir do represamento do rio com o mesmo nome, abastece a população local e é o lugar frequentado por praticantes de esportes radicais e pescadores profissionais;
  • O maior parque urbano da América Latina é o Parque da Cidade de Brasília, que possui 420 hectares e é maior que o famoso Central Park, em Nova York;
  • Sem esquinas, Brasília é dividida em quadras e setores, tendo suas principais ruas e avenidas em um formato de “tesoura”;
  • Se optar por não dirigir ou não possuir um automóvel, busque por moradias próximas às estações de metrô ou aos pontos de ônibus e táxi, pois a cidade conta com uma certa distância entre alguns lugares que pode acabar sendo muito grande.

Onde morar em Brasília?

Agora que você já conhece um pouquinho como é a cidade, vamos conhecer alguns dos melhores lugares pra morar em Brasília?

São eles:

Asa Norte

  • Inserida no Plano Piloto, a região é considerada como tradicional, bem arborizada e calma;
  • Uma das áreas mais seguras de Brasília, conta com o policiamento constante, além da presença de duas Delegacias de polícia, Delegacia da Criança e do Adolescente e um grupamento do Corpo de Bombeiros;
  • É próxima da UnB (Universidade de Brasília), abrigando prédios públicos e militares, assim como o Hospital Universitário de Brasília, o Conjunto Nacional e centros comerciais como o Brasília, o ID Shopping, o Liberty e o Boulevard;
  • Conta com o Parque Olhos D’Água, que garante uma variedade de atividades ao ar livre a partir de pistas, trilhas, lago, e playground infantil;
  • Também recebe o Calçadão da Asa Norte, com um deck e vista para o Lago Paranoá;
  • Concentra o popular Quadrilátero das Bebidas, área repleta de lanchonetes, bares e restaurantes;
  • Possui vias de acesso rápido e facilitado, tendo como opção o transporte público e a Estação Central, região em que os ônibus públicos funcionam bem na região.

Asa Sul

  • Tem uma boa diversidade de bares, restaurantes, academias, mercados, entre outros serviços básicos, como postos de saúde e metrô, sendo o único bairro do Plano Piloto que conta com essa estrutura);
  • Conta com famosa quadra modelo, fundada em 1962, que visa atender à população sem a necessidade de deslocamentos;
  • Também localizada no Plano Piloto e bastante tradicional na região;
  • Possui opções de lazer e cultura variadas;
  • Onde se encontra o Parque da Cidade Sarah Kubitschek
  • É por lá que ficam: o Cine Brasília, o Teatro dos Bancários, o Caixa Cultural, o Teatro Dulcina e o Teatro Garagem;
  • A única parte do plano piloto atendida pelo metrô, apesar de contar com o apoio das linhas de ônibus variadas e bem distribuídas.

Setor Noroeste

  • Região em que está a maior quantidade de condomínios e imóveis de luxo, com boa iluminação e segurança reforçadas por empresas privadas de monitoramento;
  • Boa infraestrutura urbana, vias, ciclovias, além da presença de comércio, escolas, shoppings, universidades e clínicas médicas;
  • Perto do Hospital da Criança e o Hospital de Apoio de Brasília;
  • Está a poucos minutos do Eixo Monumental e ao lado da Asa Norte;
  • Próximo ao Parque Burle Marx e ao Parque Ecológico Água Mineral, além do estádio Mané Garrincha;
  • Fácil e rápido acesso às principais vias da cidade.

Setor Sudoeste

  • Bairro de menor ocorrência policial, com infraestrutura abastecida por rede de supermercados, farmácias, bancos, além da proximidade com o Hospital São Mateus e o Hospital das Forças Armadas;
  • Tem muitas escolas, desde a educação infantil até o ensino médio e idiomas;
  • Tem como o Eixo Monumental na parte norte do bairro;
  • Está próximo à Esplanada dos Ministérios e de inúmeros atrativos culturais;
  • Conta com o Bosque do Sudoeste, onde moradores e frequentadores do bairro se encontram pra realizar atividades coletivas – também está próximo ao Parque Sarah Kubitschek;
  • Tido como um dos locais mais acessíveis da cidade, o trânsito flui com facilidade e pra quem utiliza o transporte público também tem fartas linhas e horários à disposição.

Lago Sul

  • Tem segurança bastante reforçada, especialmente por ser a região que concentra a maior parte das residências dos políticos e das embaixadas;
  • Pela quantidade de mansões e construções de luxo, tem uma infraestrutura de serviços menor – com destaque pra presença de agências bancárias, postos de combustíveis e grifes de roupas;
  • Conta com escolas tradicionais de ensino como o Mackenzie, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Escola das Nações, Sigma e Lycée Français François Mitterrand;
  • É onde fica Hospital Daher, o Sírio Libanês e o Instituto de Cirurgia do Lago;
  • À beira do Lago Paranoá, onde estende até o Aeroporto Internacional;
  • Conta com o Pontão do Lago Sul, onde fica um deck de madeira com cafés e restaurantes;
  • Possui os Parques Ecológicos Dom Bosco, o Península Sul e o Jardim Botânico de Brasília, com trilhas, áreas de piquenique, orquidário e dois bosques;
  • Tem como principal via de acesso a Ponte Juscelino Kubitschek e está a poucos quilômetros da Esplanada dos Ministérios, onde mais de 90% do transporte é feito por veículos particulares.

Lago Norte

  • Um dos lugares mais seguros do Distrito Federal, tem policiamento constante e apoio da 9º Delegacia da Polícia Civil;
  • Farto comércio, atendendo aos moradores com supermercados, academias e shoppings centers próximos;
  • É lá que fica o Hospital de Reabilitação da Rede Sarah, além de uma unidade do Centro de Saúde da rede pública do DF;
  • Fica na margem oposta do Lago Paranoá;
  • É a região da tradicional Feirinha do Lago Norte, atualmente chamada Quituart, onde moradores e frequentadores se reunem pra desfrutar de uma farta variedade de bares e restaurantes;
  • Conta com muitas linhas de metrô pra deslocamento, apesar da maior parte dos moradores da região utilizarem veículos próprios.

Águas Claras

  • A região tem apoio da Delegacia de Polícia e do Batalhão de Polícia Militar Posto Policial do Areal;
  • A infraestrutura de Águas Claras é repleta de boa iluminação e conta ainda com a presença comércio e de serviços gerais;
  • Conta com uma Clínica da Família, além da proximidade com as unidades de saúde e hospitais de Taguatinga;
  • Possui escolas das redes pública e privada na região, assim como universidades e uma biblioteca pública;
  • Área verde com praças, parques e até diversos bares e restaurantes estão presentes no bairro, sendo a região com dois lagos artificiais;
  • Águas Claras conta com o apoio de linhas de metrô e acesso facilitado pela DF-085.

Quem busca por qualidade de vida com sofisticação, comodidade e até mesmo um clima diferente das demais regiões brasileiras, pode optar por viver na Capital Federal com tranquilidade, sabendo que os custos de vida em Brasília não se diferem tanto de qualquer outra grande cidade brasileira.

Em constante desenvolvimento urbano há anos, a região conta com uma variedade de moradias que, especialmente desde a pandemia, passou a ganhar destaque entre novas formas de se viver.

Alugue um imóvel em Brasília pelo QuintoAndar

Imobiliária digital líder do mercado de aluguel residencial no Brasil, o QuintoAndar está presente em Brasília, com muitas ofertas de imóveis para locação em diversos bairros da Capital Federal. 

Agora que você já tem informações sobre os custos de vida em Brasília, que tal buscar imóveis da forma mais rápida e prática possível na cidade? você pode usar os mais de 60 filtros oferecidos pelo QuintoAndar. em sua pesquisa.