O valor médio do aluguel residencial por metro quadrado em São Paulo aumentou 1,25% entre dezembro de 2020 e o primeiro mês deste ano, conforme aponta o Índice QuintoAndar de janeiro de 2021. Feito mensalmente pelo QuintoAndar, o levantamento mostrou, no entanto, que no acumulado dos últimos 12 meses o aluguel apresenta baixa de 5,27% na Capital Paulista. Já no Rio de Janeiro, as variações mensal e no acumulado continuam em queda: 0,19% e 3,66%, respectivamente.

Índice QuintoAndar de janeiro de 2021

Levando em consideração preços efetivamente usados em contratos fechados, o Índice QuintoAndar de Aluguel mais precisos que os valores de aluguel. O indicador aponta, inclusive, a distância entre as médias de preços dos anúncios e os realmente utilizados nos aluguéis. Em São Paulo, a diferença foi de 11,05% e, no Rio de Janeiro, de 14,18% no primeiro mês do ano.

“A recuperação dos preços entre dezembro e janeiro em São Paulo ainda é pequena para reverter a queda no acumulado do ano. Sendo que, no Rio, o início dessa retomada ainda não aconteceu”, diz Fernando Paiva, Head de Dados do QuintoAndar. “As diferenças entre os preços de anúncio e os de contrato, de mais de 11% em São Paulo e 14% no Rio, indicam que uma recuperação mais forte ainda deve demorar um pouco mais.”

+ Leia também:
Índice QuintoAndar de Aluguel de dezembro de 2020

Dados de São Paulo

Em São Paulo, o bairro que mais se valorizou entre dezembro e janeiro foi o Jardim São Savério, seguido pela Vila Carrão e pelo Portal do Morumbi. Já as maiores quedas nesse intervalo foram na Vila Nova Conceição, Santo Amaro e Centro. Entre os bairros com metro quadrado de aluguel mais caro na cidade estão, Vila Olímpia, Pinheiros e Santo Amaro. Apesar da baixa de preço entre dezembro e janeiro, a Vila Nova Conceição continua entre os 10 bairros mais caros da cidade.

Em relação ao tamanho, o Índice QuintoAndar de janeiro aponta que o preço do aluguel por metro quadrado dos imóveis de três quartos em São Paulo caiu 0,33% em janeiro, em comparação com dezembro. No mesmo período, houve alta de 0,67% e 1,42% nos preços médios de aluguel dos imóveis de 1 e 2 dormitórios, respectivamente.

Dados do Rio de Janeiro

A maior alta de aluguel por metro quadrado no Rio foi no bairro Taquara, na Zona Oeste, seguido por Leblon e Recreio. Já as maiores retrações vieram de Santa Tereza, Lagoa e Laranjeiras. Na lista de mais caros da cidade, aparecem Ipanema, Leblon e Flamengo.

Os imóveis de até um dormitório tiveram baixa de 0,62% no preço médio de aluguel por metro quadrado, enquanto unidades maiores, de 2 e 3 quartos tiveram alta de 0,64% e 0,34% em relação a dezembro.