Investir em imóvel ainda é um bom negócio? A compra de uma casa ou apartamento para investimento guarda algumas similaridades com a compra de um imóvel para moradia. No entanto, existem algumas particularidades nessa modalidade que você, que pretende embarcar nesse tipo de negócio, precisa levar em consideração. Afinal de contas, se a intenção é investir, a sua prioridade tem que ser o lucro que você terá lá na frente. Essa é a segurança que um imóvel traz. Por isso, listamos 5 itens essenciais que você deve observar antes de investir em imóveis.

1 – Como vai pagar o imóvel

Pra investir em imóveis, a melhor coisa que você pode fazer é pagá-lo à vista. Dessa forma, você não precisa se comprometer por muitos anos com prestações e nem gastar mais com os juros de um financiamento. Portanto, se é essa a sua intenção, aproveite algum dinheiro que tenha guardado ou organize-se financeiramente, para que consiga pagar de uma vez.

Caso isso não seja possível, aí você vai precisar estudar as possibilidades. No caso de compra de imóvel para investimento, lançar mão de um financiamento pode não ser a melhor opção, por conta das taxas de juros. A não ser que você tenha um bom montante para dar de entrada, no mínimo 30%, e diminuir a quantidade e os juros das parcelas.

Uma opção que especialistas do mercado recomendam é o consórcio imobiliário. Nessa modalidade, a vantagem é que você não precisa ter todo o dinheiro para a compra do imóvel de uma só vez. E pode se comprometer com parcelas que fiquem dentro do orçamento, sem as taxas de juros dos financiamentos. Com isso, a sua rentabilidade aumenta.

Além disso, o consórcio ainda oferece duas vantagens: todos os meses você pode ser sorteado para receber a carta de crédito. Ou oferecer um lance que, caso seja o maior entre os consorciados, fará com que você receba todo o dinheiro de uma só vez para pagar o imóveil à vista.

2 – Localização do imóvel

É fundamental investir em imóveis que tenham liquidez. Ou seja, que tenha boas possibilidades de rapidamente convertido em dinheiro, seja pra revenda ou pra locação. Por isso, pesquise bem sobre a localização do imóvel que deseja comprar.

Por exemplo, recentemente, o QuintoAndar fez um levantamento e listou os bairros das duas maiores metrópoles do país com maior incidência de locações feitas em menos de duas semanas. De acordo com a imobiliária digital, Pinheiros, Vila Romana e Vila Mariana são as localidades com maior liquidez na cidade de São Paulo. Já no Rio de Janeiro, Flamengo, Botafogo e Tijuca são os bairros que ocupam o topo do ranking. 

Portanto, se você vai investir em imóveis em uma dessas duas cidades, por exemplo, vale a pena se concentrar nesses bairros. E em outras cidade, procure o noticiário sobre o mercado imobiliário local pra obter esse tipo de informação.

3 – Estado de conservação e acabamentos

Tanto para morar quanto para investir, o melhor dos mundos é comprar um imóvel que esteja pronto para receber um morador, sem a necessidade de grandes obras de reforma ou mesmo intervenções pontuais.

Tanto para aluguel quanto para revenda, você terá mais interessados no seu imóvel se ele tiver acabamentos de qualidade, como os metais nas cozinhas e banheiros, por exemplo. Outras qualidades como um belo piso de porcelanato na sala, por exemplo, ou uma cozinha espaçosa e funcional, também podem contar pontos para você começar logo a lucrar com o seu bem.

4 – Segurança

O quesito segurança pode até ter a ver com o tópico acima, mas não diz respeito apenas ao fato de o imóvel estar localizado em um bairro considerado seguro e com baixos índices de criminalidade. 

Caso você decida investir na compra de um apartamento, seu imóvel será muito mais valorizado se estiver localizado em um condomínio com importantes recursos de segurança, como câmeras de monitoramento e porteiro 24 horas, por exemplo.

5 – Facilidades do condomínio

O futuro comprador ou inquilino do seu imóvel – no caso de um apartamento – terá que arcar com o pagamento de uma taxa condominial. E para que esse valor não se torne um fator impeditivo para o seu negócio, é preciso que o condomínio dê vantagens atrativas ao futuro morador, que vão de serviços como a já citada segurança a atrações como piscina, salão de festa, sauna e academia de ginástica.

6 – Vaga de garagem

Comprar um imóvel que não tem vaga para carros pode significar, no futuro, um problema para a sua liquidez. Portanto, avalie bem a garagem do prédio onde está o apartamento. Ou o espaço para carros numa casa, se for esse o seu caso. 

E lembre-se: não basta apenas ter uma vaga de garagem. Pois se ela for apertada, de difícil acesso e exigir muitas manobras do morador na hora de estacionar, por exemplo, pode não servir de muita coisa.

Por que investir em imóveis?

Investimento em imóveis é uma modalidade muito segura de acordo com especialistas. E uma boa forma de achar a casa ou o apartamento com as características que você está precisando é usar os mais de 60 filtros oferecidos pelo QuintoAndar e refinar a sua busca.