Morar em Porto Alegre é conviver com tradição e modernidade

Seja você novo ou velho morador, há sempre alguma atração pra aproveitar na Capital Gaúcha

Morar em Porto Alegre é conviver com tradição e modernidade

Quando se fala em Rio Grande do Sul, uma das primeiras palavras que vem à cabeça da maioria dos brasileiros é “tradição”. Mas apesar de ainda guardar muitos elos com suas raízes, morar em Porto Alegre também significa ter contato com um lado cosmopolita. Repleta de programações culturais, boa gastronomia e muitas atividades ao ar livre, a Capital Gaúcha tem atrações que encantam seus moradores. Sejam eles novos ou antigos.

Se você tem planos de se morar em Porto Alegre, veja aqui alguns dos pontos que você precisa conhecer. E que todo gaúcho de verdade adora!

Veja as opções de imóveis pra alugar em Porto Alegre pelo QuintoAndar:

Centro Histórico

Às margens do Guaíba, estão algumas das atrações mais visitadas de Porto Alegre. Tanto por turistas quanto moradores. Conheça algumas:

• Praça Marechal Deodoro: também conhecida como Praça da Matriz. Concentra prédios importantes, como o Palácio Piratini (sede do governo do estado) e a Assembléia do Estado, além da Catedral Metropolitana e do Teatro São Pedro.

Morar em Porto Alegre - Catedral

• Praça da Alfândega: nos seus arredores, estão localizadas várias atrações importantes. Entre elas o Museu de Artes do Rio Grande do Sul (MARGS) e o Memorial do Rio Grande do Sul. A praça é sede também, desde 1955, da tradicional Feira do Livro de Porto Alegre, que acontece todos os anos, na primeira quinzena de novembro.

• Mercado Público: inaugurado em 1869, integra o Patrimônio Histórico e Cultural da cidade. É um dos principais pontos comerciais da Capital Gaúcha. O prédio reúne mais de 100 estabelecimentos, entre restaurantes, lanchonetes, padarias, peixarias, açougues, entre outras.

• Usina do Gasômetro: é um dos espaços culturais mais importantes e conhecidos de Porto Alegre. Funciona na antiga usina termelétrica do Gasômetro, inaugurada no dia 15 de novembro 1928. Foi aberto à população como Centro Cultural em 1991. Os 18 mil metros quadrados de área abrigam auditórios, salas multiuso, anfiteatros, espaços para exposições, cinema e teatro.

• Casa de Cultura Mario Quintana: o antigo Hotel Majestic fica localizado num prédio também projetado por Theo Wiederspahn. Ele também projetou o MARGS e o Memorial do Rio Grande do Sul e um dos principais responsáveis pela arquitetura do Centro Histórico.

No início da década de 1980, o prédio foi adquirido pelo governo do Estado, que o transformou em um Centro Cultural. Um dos maiores poetas brasileiros, Mario Quintana viveu no hotel entre 1968 e 1980, no apartamento 217. E por isso dá nome ao local.

Orla do Guaíba

Além do Centro Histórico, a orla do Guaíba guarda diversas outras atrações. Aliás, você sabia que durante décadas o Guaíba foi considerado um rio pelos gaúchos. Oficialmente, no entanto, a prefeitura da cidade considera um lago. Se você está indo morar em Porto Alegre, essa é uma ótima discussão pra ter com os gaúchos! Veja algumas dicas sobre a orla:

• Fundação Iberê Camargo: foi criada em 1995, com a missão de preservar, investigar e divulgar a obra de Iberê Camargo. A atual sede da Fundação, inaugurada em maio de 2008, foi projetada pelo arquiteto português Álvaro Siza.

• Pôr do sol: o Brasil tem diversos lugares famosos pra se contemplar o pôr do sol. E um deles é a orla do Guaíba. Desde o Centro Histórico até a Fundação Iberê Camargo, há vários pontos pra aproveitar o final da tarde. Um deles, inclusive, é o Anfiteatro Pôr do Sol, um local de espetáculos e eventos a céu aberto e gratuitos da cidade.

Morar em Porto Alegre - O famoso pôr do sol no Guaíba

• Navegar pelo Guaíba: desde 1978, a embarcação Cisne Branco oferece passeios pelas águas do Guaíba a bordo do Cisne Branco. O tour tem cerca de uma hora de duração e percorre as principais ilhas do lago, contando um pouco da história de Porto Alegre. As saídas acontecem de sábado a domingo, às 10h45, 15h e 16h30 e o ingresso custa R$ 35. Às sextas, sábados e domingos, a embarcação oferece um happy hour, por R$ 40 (de outubro a março às 18h30. De abril a setembro, às 16h30).

Morar em Porto Alegre - Navegando pelo Guaíba

Parque Farroupilha

Chamado pelos locais de Rendenção. Está localizado no centro da cidade. É extremamente arborizado e chama atenção pela beleza. Nos finais de semana, moradores espalham suas cangas pelos gramados, pra tomar um chimarrão e aproveitar a vida ao ar livre.

• Feira Ecológica do Bom Fim: todos os sábados, desde 1991, a avenida José Bonifácio recebe essa feira, focada 100% em produtos orgânicos. Ela acontece de 7h às 13h. E reúne famílias de agricultores familiares organizados em cooperativas e associações oriundas de Porto Alegre, região Metropolitana, Serra gaúcha, entre outras localidades do Estado.

• Brique da Redenção: é uma feira semanal a céu aberto, que funciona todos os domingos no canteiro central da avenida José Bonifacio, que margeia o Parque Farroupilha. Cerca de 300 expositores se distribuem por quatro setores diferentes: artesanato, artistas plásticos, antiquários e barracas de alimentos. A feira acontece desde 1978. E em 2005 passou a ser considerada Patrimônio Cultural do Estado.

Morar-em-Porto-Alegre-Brique-da-rendencao

Morar em Porto Alegre – Brique da Redenção

Vida noturna

Muitos dos melhores restaurantes e barezinhos de Porto Alegre se concentram em dois bairros: Cidade Baixa e Moinho dos Ventos. Veja quais deles combina melhor com você:

• Cidade Baixa: é o mais tradicional bairro boêmio da Capital Gaúcha. Se você quer uma noitada mais alternativa e descolada, esse é o seu lugar. Concentra botecos, casas noturnas e bares pra todos os gostos, desde o samba até o rock.

• Moinho dos Ventos: um dos mais nobres bairros da cidade. Lojas, bares, pubs e restaurantes reforçam o clima de requinte do lugar, que é um dos mais procurados de Porto Alegre para um happy hour.

Fugida de final de semana

Além de todas as atrações que oferece, uma das vantagens de se morar em Porto Alegre é poder dar uma fugida no final de semana. A Capital Gaúcha fica a cerca de 120 km de duas cidades vizinhas que estão entre os principais destinos de inverno do Brasil: Gramado e Canela. Outro destino muito próximo, também a 120 Km, é Bento Gonçalves, considerada a Capital Nacional dos Vinhos.

• Gramado: é o destino favorito dos turistas no Rio Grande do Sul. Tanto sua arquitetura quanto a gastronomia são muito influenciada pelos imigrantes alemães e italianos. Tem excelente estrutura de hotéis, pousadas e restaurantes. E uma agenda anual de eventos que movimentam a cidade o tempo todo. Entre eles o Festival de Cinema de Gramado, um dos principais do Brasil.

Morar em Porto Alegre - Gramado

• Canela: é tão próxima de Gramado – menos de 10 km -, que muitas vezes fica difícil saber onde acaba uma cidade e começa a outra. Uma das principais atrações de Canela agrada em cheio os amantes da natureza: o Parque do Caracol. É nele que está localizado o maior cartão postal da cidade, a Cascata do Caracol, uma queda d´água de vertiginosos 131 metros de altura. Você pode observá-la tanto de um mirante quanto de sua base. Neste caso, precisará descer, e depois subir, a Escadaria da Perna Bamba, com seus 927 degraus.

Morar em Porto Alegre - Canela

• Bento Gonçalves: o pórtico de entrada da cidade tem o formato de um barril de vinho. Algumas das principais vinícolas do Brasil, como Miolo e Casa Valduga. Outra que se destaca é a Cooperativa Vinícola Aurora, uma das maiores do setor. Todas são abertas à visitação. Sob total influência dos imigrantes italianos, a cidade também é um paraíso de cantinas, pros amantes da gastronomia da “Velha Bota”.

Com essas dicas, se você não nasceu no Rio Grande do Sul, tem tudo pra “gauchar” de vez!

Fique por dentro! Receba nossa newsletter com conteúdos inspiradores toda semana
account_circle
mail_outline