As pessoas buscam mudanças pelos mais diferentes motivos. Seja por uma oportunidade nova de trabalho ou pela simples vontade de respirar novos ares, deixar um estado pra morar em outro é sempre animador. E estamos aqui pra te ajudar nessa logística de uma mudança interestadual.

Em busca de facilidade, muita gente acaba optando por alugar um imóvel mobiliado. Mas outros preferem levar tudo o que têm em casa. E isso inclui todos os móveis e eletrodomésticos.

Seja qual for a sua escolha, estas 5 dicas que preparamos vão te ajudar na logística da sua mudança pra outro estado:

Conheça a região antes de mudar

Caso não esteja se mudando às pressas, procure visitar a nova cidade com antecedência. De repente até antes mesmo de buscar um lugar para alugar. Identifique as melhores regiões e avalie as ofertas de serviços e infraestrutura.

Se não tiver como se deslocar antes da mudança, no QuintoAndar você consegue unir a procura de um lugar para alugar a uma pesquisa sobre a região. Pelo próprio app, você pode fazer um tour virtual. E tem a possibilidade de avaliar o comércio local e as ofertas de transporte público, por exemplo.

Uma boa transportadora é fundamental

Numa mudança interestadual, acredite, você vai querer que seus pertences vençam as centenas de quilômetros de distância para a casa nova sem maiores problemas.

O importante, nessas horas, é pesquisar uma boa transportadora. Você contrata a equipe, eles vão na sua casa, desmontam os móveis, embalam tudo e colocam pra dentro do caminhão. E aí, já na casa nova, eles carregam tudo e remontam o que foi desmontado.

Faça orçamentos com várias transportadoras. Procure na internet por comentários a respeito das empresas. E vá na que você sentir mais confiança. Mesmo que ela seja um pouco mais cara do que as outras. O importante é que as suas coisas cheguem intactas ao novo destino.

Não dispense o seguro

Ao fazer o contrato com a transportadora, lembre-se de passar todas as informações necessárias pro seguro. Aqui, vale você fazer um inventário de todas as suas coisas, especialmente eletrodomésticos e eletrônicos.

Assim, a empresa terá uma estimativa do valor dos seus bens. E contratará um seguro que cubra tudo no caso de alguma fatalidade. Além de alguma avaria.

Leve tudo o que for de valor com você

Viagem de carro com cachorro

Photo by Connor Limbocker on Unsplash

Um seguro pode cobrir qualquer fatalidade com a sua mudança. Mas não vai pagar a dor de cabeça que você teria para repor documentos pessoais, por exemplo. Sem contar coisas de valor afetivo. Portanto, itens menores, mas de grande valor, como jóias de família, fotos antigas e documentos importantes, merecem viajar com você.

Se você for de carro para a casa nova, ainda melhor. Você pode ocupar o porta-malas inteiro e espaços no interior do veículo com seus bens mais indispensáveis. Além, é claro, dos seus animais de estimação!

Não dá pra viver sem…

Você precisa cuidar de pontos essenciais, que são de responsabilidade do inquilino:

  • Religar luz e água, com transferência do seu nome pras respectivas contas;
  • Assinatura de serviços de TV e internet;
  • Ver se o local é abastecido por gás natural ou botijão (GLP), o que impacta numa eventual conversão no seu fogão.

E você, já pensou em fazer uma mudança interestadual?

+ Leia Também:

4 dicas pra você encontrar um novo lar

Precisa se mudar durante a pandemia? Saiba quais cuidados tomar

Quebra de contrato de aluguel: conheça os direitos de inquilinos e proprietários