Ao longo do ano de 2020, o QuintoAndar já gerou mais de R$ 2,2 milhões em renda extra com seus programas de indicação. As iniciativas, que incentivam em dinheiro quem colabora com indicações de imóveis pra locação, se tornaram mais relevantes entre março e junho, por conta da pandemia de Covid-19. Somente no período de quarentena, foram feitos pagamentos de R$ 1,3 milhão do montante total do ano.

Dois programas de indicações de imóveis

Imobiliária digital líder nacional em aluguéis residenciais, o QuintoAndar opera com dois programas de indicações de imóveis. Um deles é o IndicaAí, voltado para o público em geral. E o outro é o Parceiros da Portaria, direcionado para os profissionais da linha de frente dos condomínios – porteiros, síndicos e zeladores.

“Esses programas foram criados para apoiar as pessoas que nos ajudassem a encontrar mais imóveis para alugar, contribuindo para o crescimento do QuintoAndar. A gente fica muito feliz ao ver que, na situação que estamos, eles tenham ganho ainda mais relevância para complementar a renda de tanta gente”, diz Flávia Mussalem, Head de Marketing do QuintoAndar. “Isso também motiva bastante a gente, e incentiva o time a continuar criando formas de crescer. Impactando positivamente a vida do maior número possível de pessoas”, completou.

Como participar do Indica Aí?

Para participar e fazer indicações de imóveis pelo IndicaAí, basta acessar o site do programa e incluir as informações básicas de um imóvel disponível para locação residencial. A partir daí, o QuintoAndar entra em contato com o proprietário e, se o imóvel for anunciado na plataforma, a pessoa que o indicou recebe R$ 100. Quando o imóvel for alugado pelo QuintoAndar, o pessoa recebe 10% do primeiro aluguel.

Já no Parceiros da Portaria, o profissional precisa informar ao QuintoAndar por WhatsApp (11 – 93305-8555) sobre um imóvel disponível para locação residencial. Um dos especialistas da empresa, então, entra em contato com o proprietário. E se o imóvel for anunciado na plataforma, a pessoa que o indicou recebe R$ 100. Quando ele for alugado, o profissional recebe mais R$ 300.

Outras iniciativas do QuintoAndar

Desde 2015, a imobiliária digital já pagou mais de R$ 200 milhões em aluguéis atrasados aos donos de imóveis que anunciam na plataforma. Sendo que, desse total, cerca de R$ 50 milhões foram pagos apenas entre os meses de março e junho de 2020, durante a pandemia de Covid-19.