O QuintoAndar chegou ao final do mês de maio de 2021 como a maior plataforma digital de moradia da América Latina, ao fechar sua quinta rodada de captação de investimentos (Série E), liderada pela Ribbit Capital, e levantar mais US$ 300 milhões. Com isso, a empresa quadruplica seu valor de mercado (valuation), se tornando uma proptech de US$ 4 bilhões. 

Com os novos recursos captados, o QuintoAndar se tornou não apenas se consolidou como a maior proptech da América Latina, mas também alcançou o posto de segunda mais valiosa startup da região. Está ao lado da mexicana Kavak – que atua no segmento de carros usados – e fica atrás apenas da também brasileira Nubank, avaliada em US$ 25 bilhões.

Clique aqui e veja, ao final deste artigo, algumas das principais startups do Brasil que alcançaram o status de “unicórnio”. Ou seja, ultrapassaram US$ 1 bilhão em valor de mercado.

O que é uma proptech?

O termo proptech vem de “Property Technology” ou “Real State Technology”. O que, na tradução livre, significa “tecnologia imobiliária”. Ele é usado para designar startups inovadoras e disruptivas desse mercado, como o QuintoAndar.

Crescimento no Brasil e expansão internacional

O objetivo do QuintoAndar com os novos investimentos é impulsionar sua liderança e crescimento nos segmentos de aluguel e compra e venda de imóveis residenciais no Brasil.

Além disso, a companhia planeja iniciar a expansão internacional do QuintoAndar, começando pelo México nos próximos meses. A iniciativa já vinha sendo discutida há algum tempo na companhia, mas a pandemia de Covid-19 e seus impactos forçaram o adiamento desses planos. 

O QuintoAndar entende a existência de nuances entre os mercados locais, mais ainda vê um número de problemas e dinâmicas de mercado que são comuns a todos os países da América Latina. Isso torna sua plataforma ideal para esses mercados, nos quais pode oferecer a melhor experiência em moradia, se beneficiando dos efeitos de rede que foi criada para capturar e alavancar.

“Nossa visão é nos tornarmos o destino principal para as pessoas que querem encontrar e conseguir sua casa ideal. Seja alugando, comprando ou por meio de outras transações imobiliárias inovadoras que vêm por aí”, diz Gabriel Braga, cofundador e CEO do QuintoAndar.

Muito a ser explorado

Apesar das inúmeras inovações que o QuintoAndar já trouxe para o mercado imobiliário desde sua fundação, em 2013, ainda há muito espaço para evoluções.

“Tem tanta coisa ainda para ser feita que é difícil não ficar a noite toda acordado pensando no quanto ainda podemos melhorar a experiência do cliente no dia seguinte. E, embora o setor imobiliário seja eminentemente um negócio local, com nuances e efeitos de rede particulares a cada lugar, acreditamos que os principais problemas e dinâmicas de mercado são bastante semelhantes em toda a América Latina, por isso estamos tão animados em ampliar nosso impacto na região”, disse o CEO do QuintoAndar. 

Portfólio de investidores

Nesta que é a quinta rodada de captação de investimentos do QuintoAndar, participaram os seguintes investidores:

  • Ribbit Capital
  • SoftBank Latin America Fund
  • LTS
  • Maverick
  • Alta Park
  • Dragoneer
  • Qualcomm
  • Kaszek Ventures
  • Além de uma gestora americana de ativos diversificados com mais de US$ 2 trilhões sob administração. 

“Estamos muito animados em fazer parte de uma companhia que está redesenhando a indústria com suas soluções inovadoras e a abordagem não convencional de focar primeiro em aluguel para depois se tornar o principal destino para qualquer tipo de transação com imóveis residenciais”, diz Nick Huber, sócio da Ribbit Capital.

Proptech que é um destino de moradia 

Conhecido inicialmente por revolucionar o mercado brasileiro de aluguel residencial, o QuintoAndar também já desponta como o novo líder no segmento de compra e venda de imóveis residenciais. 

Em aluguel, a proptech definiu o que hoje é o novo padrão em experiência do cliente ao redesenhar toda a jornada do cliente num processo completo e sem atrito. 

A plataforma da companhia melhorou a busca por imóveis ao oferecer fotos profissionais dos imóveis e eliminar a duplicidade de anúncios, assim como revolucionou a transação ao deixar de exigir garantias caras e complexas dos inquilinos em potencial ao mesmo tempo que assegura o recebimento em dia do aluguel para o proprietário, mesmo em caso de atraso no pagamento. 

Líder no aluguel e na compra e venda de imóveis

O QuintoAndar é hoje líder isolado no mercado, com mais de 100 mil contratos sob gestão e cerca de 10 mil novos aluguéis fechados por mês, com crescimento entre 20 e 30 vezes mais rápido que seu concorrente mais próximo. 

Em 2020, a imobiliária digital começou a operar com compra e venda de imóveis residenciais e rapidamente se tornou líder nesse segmento também, alavancando os efeitos de rede e a infraestrutura de tecnologia desenvolvidos para sua plataforma de aluguel. 

Em menos de um ano, o QuintoAndar já tem o maior estoque de imóveis para venda entre as plataformas digitais de transação do país, atualmente com mais de 60 mil propriedades anunciadas nas três maiores cidades do país. 

A companhia fechou mais de 1 mil vendas no primeiro ano de operação e passou a marca de 8 mil transações em termos anualizados, com expansão trimestral entre 50% e 100%. 

Atração de talentos 

Parte significativa dos recursos captados vão ser investidos para fortalecer ainda mais os produtos, a tecnologia e o time de talentos da proptech. 

“No fim do dia, tudo gira em torno de reunir os melhores talentos que possamos encontrar para nos ajudar a solucionar os desafios do mercado”, diz Gabriel Braga.

“Além dos ótimos produtos do QuintoAndar, estamos impressionados com a qualidade da ‘fábrica’ que o Gabriel e seu time têm cuidadosamente construído. Eles estão gradualmente se tornando não apenas um imã de talentos local, mas também global, o que nos deixa muito animados pelo que ainda está por vir”, diz Huber, da Ribbit Capital. 

Outras unicórnios brasileiras

O QuintoAndar foi a nona startup brasileira, e primeira proptech, a ultrapassar a barreira de US$ 1 bilhão em valor de mercado. Conheça outras cinco startups brasileiras que foram pioneiras ao alcançarem o status de “unicórnio”:

  • 99: empresa de aplicativos de transporte particular e primeira startup do Brasil a alcançar valor de mercado de mais de US$ 1 bilhão, em janeiro de 2018.
  • Nubank: a fintech – ou seja, uma startup do mercado financeiro – operadora de cartão de créditos se tornou unicórnio em março de 2018.
  • Movile: empresa que está por trás da criação de diversos apps, como iFood, Sympla, PlayKids, entre muitos outros, foi alçada ao posto de “unicórnio” em novembro de 2018.
  • Gympass: plataforma corporativa de atividade física com foco na qualidade de vida, saúde e bem-estar, que ultrapassou US$ 1 bilhão em valor de mercado em junho de 2019.
  • Loggi: aplicativo que conecta empresas e pessoas comuns a motoboys, para a realização de entregas. Também se tornou “unicórnio” em junho de 2019.