A parede e o piso de uma cozinha não podem ser feitos do mesmo material usado em uma sala ou um quarto. Uma vez que estamos falando de um cômodo que além de “úmido”, como o banheiro, ainda lida com elementos como fumaça, gordura e resíduos de alimentos, um revestimento para cozinha deve sempre levar em consideração a durabilidade e a facilidade na manutenção da limpeza. Tudo isso, é claro, sem deixar de lado a decoração. 

Neste artigo, vamos dar algumas dicas sobre revestimento para cozinha, tanto de paredes e pisos como também para pias e bancadas, para você conjugar funcionalidade e decoração em um dos cômodos mais importantes e usados da sua casa.

Navegue pelo conteúdo:

Revestimento para cozinha: com ou sem obra?

Se você acabou de comprar um imóvel na planta, por exemplo, e precisa escolher o revestimento para cozinha, este artigo definitivamente é para você. Pois a quebradeira não será por sua conta, uma vez que a construtora vai entregar o imóvel pronto e com suas escolhas aplicadas. O que você precisará fazer é saber escolher.

Caso você ja more em uma casa ou um apartamento próprio há algum tempo, fazer uma obra para a troca do piso da cozinha ou mesmo dos azulejos de uma parede é uma decisão 100% sua. E as dicas aqui desse artigo, certamente, serão muito úteis.

Agora, se você mora de aluguel, esse tipo de modificação no ambiente já fica bem mais difícil, pois seria necessário entrar em um acordo com a pessoa proprietária do imóvel.

De qualquer forma, vamos combinar, não é todo mundo que tem disposição para encarar uma obra, não é mesmo?

Seja para o piso ou para as paredes, ter um novo revestimento para cozinha na sua casa não necessariamente precisa envolver quebradeira. O mercado oferece algumas opções em que você pode mudar todo o visual de um ambiente sem a necessidade de quebradeira, como adesivos para os azulejos das paredes, tintas especiais para pintura ou mesmo pisos que podem ser aplicados sobre o piso já existente. 

Vamos detalhar tudo isso por aqui, quando falarmos dos tipos de materiais que você pode usar. Continue por aqui conosco! 

Tipos de pisos para cozinha

O ideal é que o piso de uma cozinha respeite algumas particularidades próprias para o cômodo, como:

  • Não escorregar;
  • Ser fácil de limpar;
  • Ser resistente à água.

Uma regra básica que já falamos em uma matéria sobre decoração de sala pequena vale também para a cozinha: se o espaço for de proporções menores, aposte em cores bem claras, pois elas dão mais amplitude ao ambiente. 

Mas lembre-se, pisos muito claros em uma cozinha vão deixar em evidência qualquer gotinha que possa cair na hora de preparar uma comida. Por isso, o fator fácil de limpar é muito importante!

Conheça a maior imobiliária digital do país: simples, prática e segura! Conhecer

Revestimento para as paredes da cozinha

As paredes de uma cozinha não necessariamente precisam ter o mesmo revestimento.

No entanto, o importante a ser observado é que a parede onde fica a pia – chamada por arquitetos e designers de interiores de “backsplash” –, que tem mais contato com a água, precisa ter um revestimento mais resistente. Assim como a parede onde fica o fogão, pois estará sujeita a elementos como fumaça e gordura. 

Há diversos tipos de materiais que preenchem os requisitos e se saem bem tanto com a água quanto com a fumaça e a gordura, pois são resistentes e fáceis de se limpar, como porcelanato, cerâmica, ladrilho hidráulico ou mármore (saiba mais sobre todos esses materiais neste mesmo artigo).

Já nas outras paredes, o limite de material a ser usado é a sua criatividade. Veja algumas sugestões:

  • Revestimento com tinta ou adesivo de lousa, para você fazer desenhos com giz ou anotar receitas;
  • Tijolinhos, para um tom mais rústico;
  • Adesivos que simulam azulejos, uma mudança rápida e sem obra que você pode fazer na cozinha.

Ideias de revestimento para cozinha americana

O que se deve levar em consideração no revestimento para cozinha americana, na verdade, é a integração com um outro ambiente. Mas, em teoria, o tipo de material usado no cômodo é o mesmo. 

Essa integração acontece geralmente por parte de uma bancada. Ou, caso não haja bancada, uma diferenciação no piso pode ser uma boa forma de delimitar e diferenciar os ambientes, separando a cozinha da sala. 

Nesse projeto assinado pela arquiteta Renata Ramos em um apartamento reformado em Porto Alegre (foto abaixo), existe uma bancada que é comum à cozinha e à sala, mas em vez de separar, ela integra os dois ambientes. O que faz o papel de delimitar é justamente o revestimento para cozinha, feito de ladrilho hidráulico.

Materiais mais usados em revestimento para cozinha

Conheça mais detalhes de alguns dos materiais mais usados como revestimento para cozinha, tanto nos pisos quanto nas paredes e bancadas:

Porcelanato

Além de ser versátil e poder ser aplicado em qualquer ambiente da casa, é muito usado como revestimento para cozinha, especialmente no piso, por ser resistente à água, gordura e circulação de pessoas. Além disso, é muito fácil de limpar – apesar de ser uma das opções com valor mais elevado.

Os pisos de porcelanato ideais para cozinha são os esmaltados, vendidos em placas de tamanhos diferentes, com cores diversas e também texturas que podem imitar madeira, por exemplo.

O porcelanato esmaltado pode ser encontrado em três versões:

  • Acetinado: sem brilho
  • Brilhante: com um brilho médio
  • Polido: extremamente brilhante
Nesta cozinha da Coleção Natural da Leroy Merlin, que combina os estilos escandinavo e japonês, esse piso em total harmonia com os armários, apesar de parecer, não é feito de madeira, mas de porcelanato, o que mostra a versatilidade desse tipo de material.

Cimento queimado

Tem bom custo-benefício e a vantagem de ser um piso muito resistente e sem qualquer tipo de divisória – como rejuntes –, o que facilita ainda mais a limpeza. Pode ser usado tanto para dar um toque mais rústico quanto para um ar mais moderno, como em uma decoração industrial, por exemplo, podendo ser aplicado nas paredes também.

Apesar de resistente, demanda manutenção  pelo menos a cada três anos, com aplicação de resinas acrílicas ou à base de água.

O cimento queimado também pode ser usado como revestimento para cozinha em bancadas, por exemplo, o que dá ao ambiente um ar de uma casa rústica

Revestimentos cerâmicos

Os revestimentos para cozinha de cerâmica são vendidos em placas de diversos tamanhos. E oferecem tantas opções de cores e texturas quanto o porcelanato. Como são menos resistentes, eles acabam tendo um preço mais em conta do que os de porcelanato.

Além do piso, a cerâmica é muito usada também como revestimento de parede: os famosos azulejos. 

Basicamente, a diferença entre o modelo para piso e o azulejo está na resistência do esmalte, pois ambos se enquadram na categoria de revestimentos cerâmicos. 

Os pisos têm uma resistência maior a arranhões, enquanto os azulejos são mais sensíveis nesse sentido.

Exemplo arrojado do uso de revestimentos cerâmicos na parede de uma cozinha destacada pela Casa Vogue. As peças hexagonais foram dispostas de uma forma não linear, dando a impressão proposital de algo inacabado – uma proposta bem moderna e cheia de personalidade. 
Já nesta outra cozinha da Leroy Merlin foram usados revestimentos de cerâmicos azuis e brancos, feitos, na verdade, para serem utilizados em piscinas. Isso mostra que não há limite para a criatividade. Aqui, foi explorado uma tendência que esteve em alta ao longo de todo o ano de 2021 chamada “Candy colors”, que usa tonalidades suaves e delicadas, recebendo esse nome por lembrar as cores de doces como marshmallows, sorvetes, macarons e algodão doce.
E aqui o material é o mesmo: revestimento cerâmico. Mas a grande sacada desta cozinha destacada pelo portal britânico Ideal Home está na forma como as peças são dispostas na parede. Em vez da mais óbvia e tradicional organização horizontal, as placas ficam na diagonal, formando um desenho pouco usual e muito elegante. 

Ladrilho hidráulico

Com esse tipo de material, as possibilidades vão desde uma composição com o mesmo desenho em todas as peças ou mesmo a mistura livre de diversos padrões. 

Eles podem ter desenhos dos mais diversos ou serem de cores chapadas. E a depender do padrão que você escolher, podem dar à cozinha um aconchegante toque retrô de casa de vó.

Nas paredes, podem ser usados tranquilamente como revestimento próximo à pia, pois resistem bem à ação da água, e também perto do fogão, pois são fáceis de limpar.

Uma tendência muito forte no uso desse tipo de material como piso é combiná-lo com outros, como o porcelanato ou o cimento queimado. Os ladrilhos hidráulicos são usados em apenas uma parte do chão, dando um visual parecido com um tapete, como nessa cozinha abaixo, destacada pelo blog Detalhes Mágicos.

(Foto: reprodução do blog Detalhes Mágicos)
Ladrilhos hidráulicos usados no piso do apartamento reformado em Porto Alegre pela arquiteta Renata Ramos.
Exemplo de uso de ladrilhos hidráulicos também na parede, justamente na área de backsplash da pia (Foto: Leroy Merlin)

Mármore e granito

Aqui, estamos falando de materiais que possuem os valores mais elevados em termos de revestimento para cozinha, especialmente para o piso. Porém, são responsáveis por conferir à cozinha um toque clássico e luxuoso. 

O mármore e o granito são  mais comuns em bancadas, como em uma cozinha americana, por exemplo, e em pias. 

Piso vinílico

Até aqui, falamos de materiais que necessitam de obra para serem aplicados. No caso do piso vinílico, a praticidade fala mais alto. 

Feito de PVC e vendido em mantas ou placas, esse tipo de piso é muito fácil de aplicar e tem alta durabilidade. É fácil de limpar, basta um pano úmido, e fica pronto para ser usado imediatamente após ser instalado. 

Adesivos de parede

Outra maneira de mudar o visual da sua cozinha de forma rápida e sem quebradeira é usar adesivos que simulam azulejos ou ladrilhos hidráulicos. Eles podem ser encontrados em lojas de materiais para casa e de decoração, são muito práticos e resistentes à água.

Exemplo de adesivo de azulejos da loja Grudado. Aqui aplicado na parede atrás do fogão, é resistente a temperaturas de até 70º C e possui camada de proteção que permite lavá-lo com o lado amarelo da esponja e alvejante. Também tem proteção antichamas e é fixado com cola não-solúvel em água

Harmonia entre piso, móveis, bancada e paredes

Ao escolher revestimento para cozinha, é importante levar em consideração todos os demais elementos do cômodo como um todo. 

Não adianta você ter uma ideia linda para as paredes e outra para o piso se elas não conversam entre si e também com os móveis – como armários embutidos, por exemplo – e os eletrodomésticos. 

Uma dica infalível, neste caso, é procurar manter tudo dentro da mesma paleta de cores, trabalhando o conceito de tom sobre tom.

Revestimento para cozinha na sua casa nova

Já pensou ter uma cozinha nova para decorar? Se você está em busca de um imóvel para comprar ou alugar, o QuintoAndar é a maior imobiliária digital da América Latina e está presente em mais de 40 cidades de 16 estados nas cinco regiões do país. 

Em nossa plataforma digital repleta de anúncios de casas e apartamentos para alugar e comprar, oferecemos mais de 60 filtros de pesquisa, para você buscar imóveis da forma mais assertiva possível. 

E uma vez de casa nova, você que gosta de mudar a decoração de tempos em tempos pode começar a fazer isso trocando o revestimento para cozinha com as dicas que fornecemos aqui.