Ao procurar uma casa ou um apartamento para alugar, você precisa estar com tudo pronto para oferecer algumas garantias à pessoa que é dona do imóvel. E uma das modalidades mais tradicionais do mercado é o seguro fiança

O que é seguro fiança?

É uma forma de garantia que o mercado imobiliário encontrou como alternativa ao fiador de aluguel e ao depósito caução. 

Ele serve como uma forma de garantir que o proprietário de um imóvel, ou locador, não será prejudicado em caso de inadimplência – falta de pagamento do aluguel – por parte do inquilino, ou locatário.

Como funciona?

O locatário contrata o seguro fiança caso seja uma das exigências do locador como garantia para alugar seu imóvel. 

Essa modalidade de garantia pode ter diferentes tipos de cobertura. A mais básica diz respeito apenas à cobertura de inadimplência por parte do inquilino. Mas as seguradoras trabalham com planos mais amplos, que podem cobrir outros custos de moradia, como:

Quanto custa?

Em média, o valor do plano básico, ou seja, que cobre apenas uma possível inadimplência por parte do inquilino, gira em torno de um aluguel e meio. 

Ou seja, você está fechando a locação de um apartamento pelo valor de R$ 1.000 por mês de aluguel, a contratação de um seguro fiança ficaria em R$ 1.500. 

Geralmente, as seguradoras fecham esse valor de acordo com a o número de itens que estarão sob a cobertura do plano.  

Qual é a duração?

Até bem pouco tempo atrás, o seguro fiança tinha duração de apenas 12 meses, precisava ser renovado durante o contrato de locação, que normalmente é de 30 meses.

No entanto, em março de 2020, a Superintendência de Seguros Privados (Susep), entidade que regula o mercado de seguros no Brasil, baixou uma nova norma que determina que as apólices tenham validade pelo prazo total do contrato de aluguel.

Quem paga?

O pagamento do seguro fiança é feito pelo locatário, no momento em que um contrato de aluguel é fechado. Esse pagamento, até bem pouco tempo atrás, era feito em poucas parcelas – normalmente três ou quatro. Mas grandes seguradoras do mercado já oferecem a opção de pagamento em 12 vezes. 

Com a nova norma da Susep, a seguradora precisa comunicar ao dono do imóvel em caso de falta de pagamento das parcelas por parte do locatário. Nestes casos, o proprietário pode efetuar esse pagamento, para não perder a cobertura do seguro, e negociar o ressarcimento desses valores junto ao inquilino.

E caso a situação não seja regularizada pelo inquilino, a Lei do Inquilinato dá o direito ao proprietário de buscar uma ação de despejo. 

Seguro Fiança QuintoAndar

Fundado em 2013, o QuintoAndar revolucionou o mercado imobiliário e se tornou líder em aluguéis residenciais no Brasil, ao oferecer um processo prático, rápido e sem burocracias, como a necessidade do fiador de aluguel, por exemplo.

E além da composição de renda, uma das modalidades de crédito que a imobiliária digital oferece é o Seguro Fiança QuintoAndar, em parceria com a seguradora FairFax Brasil. Uma solução pensada para pessoas interessadas em alugar imóveis conosco, mas que tiveram alguma incompatibilidade na avaliação de crédito. 

Com o Seguro Fiança QuintoAndar, você tem mais uma oportunidade para continuar o processo de locação, sem a necessidade, por exemplo, de um fiador de aluguel.

Quinto Andar

Quer se mudar para um lugar incrível? Procure seu novo lar na maior imobiliária digital do país e alugue sem fiador Pesquisar imóvel