A importância do seguro obrigatório e da prevenção contra incêndios

Saiba como funciona no QuintoAndar e veja dicas importantes pra você morar de forma segura

A importância do seguro obrigatório e da prevenção contra incêndios

Ao alugar um imóvel, é fundamental que você se sinta em casa e faça dele um verdadeiro lar. Mas é sempre bom ter em mente que você assume a responsabilidade por sua manutenção diária. Por isso, o seguro obrigatório contra incêndio é uma ferramenta muito importante.

Se você tem um imóvel pra alugar ou mora num imóvel alugado, é importante saber de que a responsabilidade pelo seguro obrigatório é do inquilino. E no QuintoAndar, esse valor já vem no boleto mensal, junto com a cobrança de aluguel e do IPTU.

Sobre o seguro obrigatório

Conversamos com Renan Maglione, Coordenador de Operações do QuintoAndar, sobre a importância do seguro obrigatório contra incêndio. E ele aproveitou pra listar uma série de dicas sobre segurança em casa.

“Acredito que a maior importância do seguro é garantir a integridade do imóvel em caso de incêndio. Mas, além disso, ele também tem cobertura em caso de queda de raio, explosão de qualquer natureza e queda de aeronaves”, detalha Renan.

Mas além do seguro obrigatório, cuidados tomados no dia a dia são tão ou mais importantes. Por isso, veja as dicas do Renan pro MeuLugar:

Velas, fósforos e cigarros

Evite usar velas em ocorrências de falta de luz. O ideal é que você tenha luzes de emergência e lanternas. Se for usar velas aromáticas, por exemplo, ou para iluminar um jantar romântico, certifique-se de que elas estejam num recipiente seguro e sempre supervisionadas por algum adulto.

Seguro obrigatório - velas aromáticas

Procure não fumar em locais fechados ou de pouca ventilação. E evite o cigarro em situações de muito cansaço, em que você pode adormecer e deixá-lo aceso. Sempre apague o cigarro em cinzeiros ou em caixas de areia.

Não jogue o fósforo na lata de lixo imediatamente após usá-lo. Procure molhar a cabeça do fósforo antes de descartá-lo.

Rede elétrica

Sempre realize manutenções e ajustes na rede elétrica com um especialista. E em casos de anomalia ou comportamentos estranhos da rede, solicite a avaliação de um profissional o quanto antes.

Plugues e tomadas

Utilize tomadas com a amperagem correta pra eletrodomésticos e eletroeletrônicos de alto consumo. Por exemplo: geladeiras, máquinas de lavar, cafeteiras e secadores de cabelos.

Com o padrão brasileiro, o mercado passou a comercializar duas combinações. Plugues possuem dois ou três pinos redondos, enquanto tomadas passaram a ter três orifícios de 4 mm ou 4,8 mm. De acordo com o Inmetro, o padrão foi uma medida de segurança, pois diminui as possibilidades de choques elétricos e incêndios.

Plugues com finos (4 mm) são usados em aparelhos com corrente nominal de até 10 ampères. Os mais grossos (4,8 mm) em equipamentos de até 20 ampères. A distinção é necessária pra evitar que um equipamento de maior potência seja ligado num ponto não preparado.

Chuveiros elétricos

Precisou trocar o chuveiro? Verifique a capacidade da rede elétrica, pra não instalar um aparelho com potência superior. E caso você não tenha familiaridade com instalações elétricas, vale a pena contar com um profissional.

Adaptadores e extensões

Em cômodos usados pra home office, por exemplo, onde vários equipamentos precisam ser ligados – como impressora, notebooks, monitores, entre outros -, opte por um NoBreak, em vez de extensões ou adaptadores. Esse tipo de equipamento regula a voltagem e a pureza da energia que chega aos aparelhos conectados a ele. E oferece uma proteção, por exemplo, contra picos de luz.

Ar condicionado

Cada aparelho deve ser instalado a um disjuntor exclusivo. É o disjuntor que protege os circuitos, evitando que a corrente elétrica ultrapasse seu limite de intensidade. Quando isso acontece, em picos de luz, por exemplo, ele desarma automaticamente. Isso preserva o ar condicionado de curtos e aquecimentos e protege do risco de incêndios.

Portanto, contrate um profissional qualificado, preferencialmente credenciado pela marca do seu aparelho. Na instalação, é importante que fios e padrões de amperagem do disjuntor sejam respeitados. E na hora de escolher um aparelho, saiba como calcular os BTUs de acordo com o tamanho do cômodo, pra economizar ao máximo no consumo de energia.

Ferro de passar roupas

É um dos eletrodomésticos que merecem maior atenção. Lembre-se de desligá-lo da tomada sempre que terminar de usar. Além disso, o ferro gasta bastante energia elétrica. Por isso, dá uma olhada nessa nossa matéria sobre economia, pra pegar dicas sobre como usá-lo!  

Fogão

Não deixe fogões e fornos ligados sem supervisão. Não tem problema colocar um bolo no forno ou uma água pra ferver e dar um pulo em outro cômodo.

Mas é importante sempre ter atenção com o que estiver preparando. Você pode usar, por exemplo, o alarme do seu celular pra marcar o tempo de preparo de alguma comida. E nunca saia de casa com o fogão ligado.

Gás

Seja o gás da rua ou de botijão, mantenha sempre fechado o registro que abre a passagem pro fogão ou pra aquecedores do banheiro. Além disso, se detectar algum vazamento de gás, entre em contato com a concessionária fornecedora do serviço imediatamente.

Viagem

Caso você vá fazer alguma viagem longa, desligue a chave geral de energia no quadro de força. E siga nossas dicas pra encontrar a casa em ordem quando voltar!

Fique por dentro! Receba nossa newsletter com conteúdos inspiradores toda semana
account_circle
mail_outline