Simular as condições da natureza dentro de um pequeno recipiente de vidro é encarado por muitos adeptos da prática como hobby ou mesmo como uma terapia. Afinal, é um momento que demanda atenção aos detalhes, paciência e dedicação. E é justamente isso que você pode obter ao montar um terrário

Além de ganhar um belo objeto de decoração para sua casa, você ainda tem a oportunidade de observar ciclos naturais em proporções menores.

Neste artigo, vamos trazer dicas sobre como montar um terrário e algumas ideias e modelos mais populares. 

Navegue pelo conteúdo:

O que é um terrário?

Um terrário é um espaço que pode ser fechado ou aberto, geralmente um recipiente de vidro, onde é montado um pequeno ecossistema para a reprodução de seres vivos, sejam eles animais ou plantas. 

Por ser um ambiente controlado e equilibrado, ele simula, em proporções menores, as condições que determinadas espécies encontram normalmente na natureza.

Exemplo de terrário fechado (Foto: Shutterstock)

O que pode ser criado em um terrário?

Há tipos diferentes de terrários. Estruturas similares a aquários usadas para a criação de cobras, lagartos, aranhas ou insetos, por exemplo, podem ser considerados terrários. 

Mas o que se entende mais comumente pelo termo é aquele tipo de mini redoma de vidro usada para simular pequenos ecossistemas de plantas. E é sobre esses que vamos falar um pouco mais neste artigo. 

Todo mundo encontra seu lar no QuintoAndar
Todo mundo encontra seu lar no QuintoAndar Conheça aqui

Quais são os diferentes tipos de terrário?

São diversos os tipos de terrários. Veja aqui a diferença principal entre eles:

Terrário fechado

Os terrários montados em recipientes fechados são aqueles que verdadeiramente reproduzem um ecossistema próprio. Eles exigem pouquíssima manutenção e podem durar por anos com raras intervenções, normalmente para adição de um pouco mais de água. 

Se o ambiente estiver equilibrado, ele se torna autossustentável e reproduz o ciclo das águas que existem em qualquer ambiente da natureza. A água presente na terra evapora, condensa no vidro e depois retorna às plantas em forma de gotículas, como se fosse uma mini chuva.

Mais exemplos de terrários fechados (Foto: Getty Images)

Terrário aberto

Já os terrários abertos funcionam mais como objeto de decoração do que de contemplação do ciclo natural das águas e como simulação de um ecossistema. É algo como um vaso normal, onde a evaporação da água acontece normalmente e, dependendo do tipo de planta presente na estrutura, vai depender de um pouco mais de manutenção. Costumam ser muito usados para cactos e outros tipos de suculentas.

Terrário aberto (Foto: Getty Images)

O que usar para fazer um terrário?

É possível encontrar esse tipo de peça para vender ou então fazer o seu próprio em casa. Aqui, é preciso pensar na estrutura onde o terrário será montado e nos materiais que serão usados na montagem. 

Montagem de um terrário aberto (Foto: Getty Images)

Estrutura

Você pode usar diversos tipos de recipientes. Até mesmo vasos de barro ou de cerâmica, no caso dos terrários abertos.

Mas no caso dos terrários fechados para plantas, é preciso levar em consideração um fato primordial: eles precisam ser transparentes, para que permitam a entrada da luz, fundamental para a realização da fotossíntese – processo natural que produz a energia necessária para a sobrevivência das plantas. 

Nos terrários, portanto, você pode usar:

  • Vasilhames de vidro em geral, com boca larga para facilitar o manuseio dos materiais na hora da montagem, como:
    • Jarras (até mesmo aquelas cafeteiras elétricas, que não estejam sendo usadas);
    • Vidros de conserva;
    • Bowls.
  • Aquários (os redondos, usados para peixes beta, são mais bonitos e decorativos para a montagem dos mini jardins);
  • Copo ou xícara de vidro.
  • Garrafa pet cortada;

Em todos esses casos, quando não há uma tampa, a parte aberta pode ser coberta com um plástico filme ou uma rolha de cortiça, caso a intenção seja fazer um terrário fechado. 

Materiais

Aqui listamos alguns materiais básicos para você montar o seu terrário. As quantidades vão depender do tamanho do seu recipiente:

  • Pedras pequenas: podem ser daquelas para aquário, seixos ou mesmo brita usada em construções;
  • Carvão vegetal, que é usado para combater o apodrecimento das raízes e o aparecimento de fungos;
  • Terra com adubo orgânico;
  • Mudas de plantas;
  • Água filtrada;
  • Tampa, rolha ou plástico filme e fita crepe ou elástico para o fechamento do recipiente.

Tipos de plantas

Quando se fala em terrário, muitas pessoas logo pensam em cactos e suculentas em geral. De fato, elas são muito usadas, mas o ideal é que sejam plantadas em terrários abertos, pois em ambientes fechados elas não se desenvolvem bem. 

Para os terrários fechados, o ideal é escolher plantas pequenas, como:

  • Diferentes tipos de musgos;
  • Pequenas samambaias;
  • Peperômias;
  • Mini orquídeas (funcionam bem tanto em abertos quanto em fechados);
  • Pileas.

Como montar um terrário?

Levando em conta a estrutura e os materiais que listamos acima, a montagem acontece da seguinte forma:

  1. Espalhe no fundo uma camada com as pedrinhas;
  2. Faça por cima uma camada com o carvão vegetal;
  3. Adicione uma boa camada de terra adubada;
  4. Faça pequenos buracos na terra e plante as mudas;
  5. Molhe a terra até deixá-la bem úmida, porém não encharcada;
  6. Feche o recipiente com a tampa ou rolha ou vede com o plástico. 

Como funciona o terrário?

No caso de um terrário aberto, o funcionamento é basicamente o mesmo que o de um vaso. Nos fechados, um ciclo natural é simulado em menores proporções, com a montagem de um ecossistema que funciona em total equilíbrio da seguinte forma:

Ciclo da água

A água evapora e se concentra em gotículas no topo do terrário fechado, para depois cair novamente na terra e manter o ambiente sempre úmido, depois condensa e cai na terra novamente, o que mantém o ambiente sempre úmido. A água é usada pelas plantas como o veículo para a retirada de nutrientes da terra.

Incidência de luz

O ambiente, que precisa ser úmido, deve ser mantido em local iluminado, mas nunca com a luz direta do sol, que pode esquentar demais o terrário e transformá-lo em uma estufa, fazendo com que as plantas não sobrevivam. 

Portanto, as espécies que se dão melhor nesse tipo de ecossistema são aquelas que gostam de umidade e não precisam da luz direta do sol.

Respiração e fotossíntese

  • Para que sobrevivam, as plantas necessitam de oxigênio e gás carbônico, elementos fundamentais para a respiração e a fotossíntese. Os dois processos são complementares e formam um ciclo dentro de um terrário, assim como na natureza. 

Manutenção de um terrário

Para os terrários abertos, a manutenção principal será a rega e, em alguns casos, a poda da planta. E essa frequência vai depender da espécie que você estiver cultivando.

Já nos terrários fechados, essa manutenção, naturalmente, acaba sendo feita em intervalos maiores, caso o ambiente esteja em equilíbrio. Dificilmente haverá a necessidade de rega, uma vez que o ciclo sustentável da água irá acontecer no terrário.

Mesmo assim, vale observar o solo de tempos em tempos. Se ele estiver escuro, significa que está com boa umidade. Um bom sinal também é a coloração das plantas. Quanto mais vivo for o verde, mais irá significar que elas estão hidratadas. Gotículas no vidro também indicam uma boa umidade.

Se a planta crescer muito, você pode realizar uma poda. Caso o vidro apresente gotas maiores e com muita frequência, pode significar excesso de água, que pode causar musgos marrons ou fungos. Neste caso, procure deixar o recipiente aberto para que esse excedente evapore um pouco. 

Caso os musgos marrons ou fungos apareçam, procure removê-los imediatamente, pois eles podem se espalhar, causar mau cheiro e desequilibrar o ambiente. 

Decore sua casa com terrários

Os terrários podem embelezar qualquer tipo de ambiente. Desde uma mesa de cabeceira até a cozinha, passando pelo banheiro e por estantes na sala. Justamente por se tratarem de estruturas que exigem baixa manutenção, acabam mesmo funcionando mais como decoração.  

E agora que você já sabe tudo sobre como fazer um terrário, que tal adotá-los na decoração da sua casa? Inclusive, se você pretende se mudar e, além de uma nova decoração, também está começando a buscar imóveis, conte com o QuintoAndar, a maior imobiliária digital da América Latina, presente em mais de 40 cidades de 16 estados nas 5 regiões do país.