Se você sempre pensou em realizar o sonho da casa própria, mas ainda tem dúvidas se deve seguir esse caminho, o MeuLugar separou 4 razões indiscutíveis pra você parar de pensar, começar a agir e finalmente comprar seu imóvel. 

1. Juros baixos no financiamento

Historicamente, os juros de financiamento imobiliário já figuram entre os menores do mercado. E, pra melhorar a situação de quem deseja realizar o sonho da casa própria, o patamar desses juros nunca esteve tão baixos no Brasil. 

Nos últimos seis anos, de acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), os juros imobiliários tiveram uma redução considerável, de um patamar na casa dos 11% em 2014 para a casa dos 7% atuais. 

2. Seu imóvel com autonomia e personalização

Ao morar de aluguel, o ideal é que você deixe o imóvel sempre com a sua cara. Afinal, mesmo sendo de propriedade de outra pessoa, é você quem mora no local. E é importante que se sinta bem. Por isso, não se prive de pintar uma parede ou fazer furos pra colocar prateleiras, por exemplo. Basta, ao final de um contrato, caso não renove, você deixar o espaço na vistoria de saída da mesma forma que encontrou na vistoria de entrada.

Agora, quando você aluga um imóvel, uma mudança como a derrubada de uma parede pra fazer uma cozinha americana é uma realidade bem mais distante. Não impossível. Mas seria necessária uma grande negociação com o proprietário. Quando você compra um imóvel, você tem toda a liberdade de fazer personalizações como essa. Afinal, a casa é sua pra sempre. 

3. Segurança

Num país com um déficit habitacional de quase 8 milhões de moradias, segundo a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), ter um imóvel próprio é sempre uma segurança. De acordo com a mesma entidade, o crescimento da população brasileira e a formação de novas famílias deve gerar uma demanda para mais 30,7 milhões de novos domicílios até 2030.

E quando você compra seu imóvel, além de uma moradia, você passa a ter uma fonte de renda em potencial pro futuro. Seja pra revenda, caso precise do dinheiro, seja pra ganhar com a cobrança de aluguel, o que pode ser uma boa estratégia pra complementar a renda caso você decida comprar um imóvel melhor. Você pode usar o valor que receberá pela locação pra pagar as novas prestações.

4. Patrimônio da família

A compra de um imóvel significa a incorporação, ao seu patrimônio, de um bem que poderá ficar na sua família por várias gerações. Quer dizer que você e seus descendentes sempre terão um teto pra morar.

Porém, tanto aqui quanto pro tópico anterior, cabe um aviso: ter um imóvel não significa deixar de ter despesas. Você não irá mais pagar aluguel, é claro. Mas precisará continuar pagando IPTU, por exemplo, e taxas de incêndio e condominiais, se for o caso de um apartamento ou de uma casa localizada dentro de um condomínio. O acúmulo de atrasos no pagamento dessas cobranças pode significar a perda do bem pro proprietário. 

Hora de planejar a compra do seu imóvel

Uma vez tomada a decisão de comprar um imóvel, é hora de você começar a se planejar. Tanto financeiramente, algo muito importante nesse processo, quanto em relação à escolha do imóvel ideal pra você.