O estado de conservação de um imóvel é fundamental para o fechamento de um contrato de aluguel. Afinal, ao procurar um lugar para morar, você não vai querer entrar e ter que resolver um monte de problemas ou mesmo passar por uma reforma. E uma forma de garantir que você vai alugar, entrar e morar é ter muita atenção ao laudo de vistoria de imóvel

Neste artigo, você vai saber tudo sobre esse documento que é muito importante tanto para o inquilino quanto para o proprietário que aluga seu imóvel.

Navegue pelo conteúdo:

O que é o laudo de vistoria de imóvel?

É um documento formulado após a vistoria de imóvel, onde estão registradas todas as informações a respeito de seu estado de conservação, tanto no início quanto no final de um contrato de locação. 

Para que serve o laudo de vistoria?

O laudo de vistoria de imóvel é feito na vistoria de entrada para garantir tanto que as regras de boa utilização do imóvel serão cumpridas pelo inquilino quanto para documentar o que o locador está entregando. 

Depois, um novo laudo é feito na vistoria de saída, com o objetivo de conferir se o imóvel está sendo entregue nas mesmas condições de preservação.
De acordo com a Lei do Inquilinato, é de responsabilidade do inquilino que o imóvel seja devolvido, ao final do contrato de aluguel, da mesma forma em que foi entregue.

Quinto Andar

Quer se mudar para um lugar incrível? Procure seu novo lar na maior imobiliária digital do país e alugue sem fiador Pesquisar imóvel

Quem faz o laudo de vistoria de imóvel?

A vistoria deve ser realizada por um profissional indicado pela imobiliária que administra a locação do imóvel. Ou, em outros casos, por arquitetos ou engenheiros qualificados.

Esse profissional vai produzir um documento detalhado, que servirá, entre outras questões, como proteção jurídica entre as partes envolvidas na locação de um imóvel.

Para a execução desse serviço, é imprescindível que a vistoria seja feita com transparência, garantindo a especificação completa de cada item estrutural no laudo de vistoria.

Atenção na visita ao imóvel

Ao buscar uma casa ou apartamento para alugar, você tem a possibilidade de comparar as condições encontradas na sua visita com possíveis alterações da propriedade no laudo de vistoria de imóvel. 

Por isso, aproveitamos pra listar aqui ainda algumas coisas que você não pode esquecer de levar na visita a um imóvel: 

  • Trena para tirar medidas de tudo;
  • Câmeras, celulares ou tablets, para tirar fotos e fazer vídeos de detalhes do imóvel;
  • Anotar especificações sobre conservação dos itens listados acima;
  • Vale a pena levar uma bola de gude ou de pingue pongue para conferir caimentos no piso;
  • Plugue ou tomada teste pra checar energia e potência das tomadas.

O que deve constar no laudo de vistoria do imóvel?

Se você fizer a lição de casa e conferir tudo o que puder na visita ao imóvel, não terá surpresas com os itens que são verificados e que constam no laudo. 

Veja aqui os principais pontos que são identificado no laudo de vistoria do imóvel e que você deve ter atenção na sua visita, para depois comparar:

  • Medidas da planta, o que pode ser modificado;
  • Condições de umidade e mofo;
  • Instalação elétrica;
  • Instalação hidráulica;
  • Louças, metais e bancadas;
  • Portas e janelas;
  • Pisos e azulejos;
  • Teto;
  • Rachaduras;
  • Pintura;
  • Nivelamento;
  • Vidros;
  • Fechaduras, trincas e maçanetas;
  • Itens de áreas específicas, como piscina privativa, vaga de garagem, etc;
  • Mobiliário, se houver.

O que checar no imóvel após receber o laudo?

Alguns itens do imóvel dependem do fornecimento de água, luz e gás, por exemplo, que podem estar desligados no momento da visita. E, por isso, só podem ser testados com a utilização dos novos moradores no dia a dia. 

Por isso, é importante que você confira o laudo de vistoria de imóvel e registre se algo está com funcionamento comprometido ou em estado diferente do relatado.

Veja os pontos de atenção:

  • Instalações hidráulicas
    • Abra registros e verifique o funcionamento de todas as torneiras;
    • Procure por vazamentos em sifões do banheiro, área de serviço e cozinha;
    • Teste duchas higiênicas e descargas;
  • Instalações elétricas
    • Veja se todos os disjuntores do quadro de força estão ligados;
    • Identifique a voltagem das tomadas (110v ou 220v) e veja se todas estão funcionando corretamente. Procure um eletricista para fazer isso. Ou uma solução caseira, como ligar uma lâmpada 220v. Se a tomada tiver essa voltagem, a lâmpada acenderá em toda sua intensidade. Se for 110v, ela acenderá mais fraca.  
  • Chuveiro
    • Elétrico: veja se funciona normalmente. Se a água não aquecer, veja se a resistência está queimada;
    • Aquecedor a gás: se você liberou o fornecimento de gás e, ainda assim, a água do chuveiro não está aquecendo, verifique se registro está fechado. Se o problema permanecer, pode ser necessário o agendamento de um técnico.
  • Ar condicionado
    • Se você alugou um imóvel já com ar condicionado, ele faz parte do pacote e deve funcionar. Confirme se o aparelho está resfriando o ar e se existe algum vazamento. 
    • Observe também o funcionamento das paletas e do controle (se hover. Lembre-se que as pilhas podem estar descarregadas).
  • Portas, janelas e persianas
    • Abra e feche todas e observe se alguma delas está emperrando;
  • Mobília
    • Verifique o funcionamento de gavetas e portas de armários;
    • Caso o imóvel tenha um sofá-cama, confirme se ele abre corretamente;
    • Procure por pequenas manchas ou furos em sofás e colchões, que possam não ter aparecido no laudo de vistoria de imóvel;
    • Faça o mesmo a respeito de possíveis marcas ou riscos nos móveis.

Laudo de vistoria de imóvel no QuintoAndar

Imobiliária digital líder em aluguéis residenciais no Brasil, o QuintoAndar faz toda a administração das vistorias e elaboração dos laudos. 

A vistoria de entrada é realizada antes da sua entrada no imóvel. Ela é feita pela equipe de vistoriadores do QuintoAndar e você não precisa participar, pois recebe o laudo de vistoria de imóvel por e-mail para fazer a análise.

Como a vistoria acontece alguns dias antes do início da locação, nesse período, o proprietário pode finalizar a retirada de itens pessoais ou a realização de melhorias acordadas previamente. 
Já a vistoria de saída é realizada no final da locação, após a desocupação do imóvel pelo inquilino.