A entrada na universidade é um momento único na vida dos jovens. É tempo de conhecer novos amigos, se adaptar à rotina de estudos, procurar estágio, entre outras coisas. As novidades são muitas e a expectativa é enorme. E pra muitos, o início dessa nova fase vem junto outra mudança importante: sair da casa dos pais pela primeira vez e morar sozinho.

Pra você que passou pra uma universidade e vai estudar em outra cidade, o MeuLugar tem várias dicas de bairros pra universitários. E agora, seja pra morar sozinho pela primeira vez ou dividir uma casa com amigos, trazemos dicas preciosas que vão te ajudar a se virar e aproveitar ao máximo esta nova etapa da vida!

Faça um levantamento dos custos

Morar com os pais, pra muitos jovens, é sinônimo de ter todas as despesas da casa pagas. Se é o seu caso, saiba que na casa nova você vai precisar se organizar. Afinal, mesmo que os pais ajudem, será necessário administrar o dinheiro. Pra você não correr o risco de gastar mais do que pode e deixar as contas pendentes.

Em uma planilha, faça uma lista de todos os gastos fixos como aluguel, luz, alimentação, transporte e internet. Não esqueça dos gastos eventuais comuns na vida do estudante como livros, cursos e palestras. Seja com a mesada dos pais ou o seu próprio salário (caso você comece a trabalhar): calcule o quanto esses gastos vão pesar no seu orçamento e evite surpresas.

Ao morar sozinho na primeira vez, alugue

Quem nunca foi incentivado a realizar o tão propagado sonho da casa própria? Bom, como você está começando a construir a sua independência financeira, procure não dar um passo maior que a perna. A maioria dos jovens ainda não juntou patrimônio. E se endividar com prestações de um imóvel nesta fase da vida pode não ser uma escolha muito acertada.

O aluguel, além de custar menos, vai te dar mais mobilidade nesta etapa de tantas incertezas. Se você decidir fazer um intercâmbio no exterior, por exemplo, é muito mais fácil deixar um imóvel alugado. O financiamento é um compromisso financeiro de prazo muito longo. E vender o imóvel no futuro pode não ser tão fácil.

Ao alugar, dê preferência por um apê mobiliado

Jovens no começo da vida universitária costumam ter pouco tempo e pouco dinheiro. Portanto, um apartamento mobiliado pode ser muito útil, já que móveis não são baratos e as compras exigem que você pesquise.

Se mudar pra um imóvel totalmente equipado é a solução ideal para quem precisa se mudar com urgência e tem pouco tempo livre para se ocupar com visitas a lojas de decoração e de móveis. Economia e praticidade!

Caso não seja mobiliado, trace prioridades ao mobiliar

Você não encontrou um imóvel mobiliado ao seu gosto? Ou simplesmente prefere comprar suas próprias coisas? Não tem problema. Neste caso, o importante é não se preocupar em montar todo o apartamento de uma só vez. Priorize os itens mais essenciais, como geladeira, fogão e cama. Depois, vá comprando o restante aos poucos.

Uma dica é fazer um chá de casa nova com os amigos e pedir utensílios de presente. Aproveite para brindar essa nova fase da vida com pessoas que estão sempre torcendo por você!

Se vire na cozinha, pra não viver de macarrão instantâneo

Como resistir ao apelo dos alimentos congelados, das guloseimas industrializadas e do clássico macarrão instantâneo depois de ficar sem a comidinha deliciosa da mãe ou do pai? Aprendendo a cozinhar!

Jovem cozinhando

Ao contrário do que muitos pensam, não precisa ser nenhum chef de cozinha nem gastar muito dinheiro pra se virar bem no fogão. Antes de morar sozinho, peça ajuda a alguém da sua família e comece a preparar pratos simples. Quando não souber o que fazer, lembre-se de que a internet, com milhares de receitas disponíveis, pode ser uma grande aliada!

Organize-se pra não deixar a bagunça tomar conta

Morar sozinho é descobrir que a louça não se lava sozinha. Sabemos que a vida de estudante é puxada, mas isso não é desculpa pra você deixar a bagunça reinar na casinha nova. Afinal, ela é o seu novo lar e não tem nada pior do que viver no meio do caos e da desordem.

Se você divide a casa com amigos, estabeleça tarefas individuais e cole em um mural para que todos se lembrem de suas obrigações. Caso more sozinho, evite deixar a bagunça se acumular e separe uma hora do dia, de preferência a mesma, pra dar uma organizada na casa.

Fique de olho no vencimento das contas

Pra quem nunca se preocupou em pagar boletos, essa parte prática da vida adulta pode ser uma tarefa penosa. Mas tudo depende da forma como você encara as coisas.

Que tal colocar todos os pagamentos no débito automático e tentar agrupá-los para a mesma data, casada com o pagamento do salário ou da mesada? Outra dica é colocar lembretes no celular ou na geladeira. Se atrasar os pagamentos, além de pagar multa, você pode ter transtornos como o corte da energia elétrica. Já pensou chegar em casa cansado e encontrar tudo às escuras? Ninguém merece!