A cama é um móvel indispensável em qualquer casa. E o ideal é que você conheça os principais modelos oferecidos no mercado. Pra decidir quais atendem melhor às necessidades dos seus espaços. Por isso, o MeuLugar preparou um rápido guia com os tamanhos padrões de camas e colchões.

Se você vai comprar uma cama e está em dúvida, saiba que a escolha depende de outros fatores além do seu gosto pessoal. O tamanho do quarto, por exemplo, deve ser levado em conta. Pra ajudar você, vamos explicar as diferenças entre os modelos e dar algumas dicas preciosas

E aqui vai uma das dicas mais importantes: numa mudança, na hora de visitar imóveis, leve sempre uma trena. Dessa forma, você pode medir não apenas o tamanho dos cômodos, mas os acessos ao imóvel. Assim, você evita imprevistos como o baú de uma cama não passar pela porta, por exemplo. E pode prever a necessidade de içar algum item maior por uma janela.

Camas box

A principal característica desse modelo é a ausência de cabeceira e de estrutura de ferro ou madeira. Elas têm uma base de apoio ao colchão, mas é comum encontrar modelos unificados de colchão e base. Por ocupar menos espaço, são as mais indicadas pra quartos menores.

Existem camas box de solteiro e de casal, sendo que os modelos de casal podem ser do tipo convencional, queen size ou king size. E embora seja uma delícia dormir em uma cama gigantesca, só compre a terceira opção, por exemplo, se o seu quarto tiver espaço suficiente pra abrigar uma cama desse tipo, sem que ela ocupe todo o cômodo.

Cama box - Mulher comprando

Cama padrão

As camas padrão são aquelas tradicionais, que têm uma estrutura (pés e estrado) e uma cabeceira. Há camas de diversos materiais, mas os mais comuns são madeira, MDF e metal. Escolha a que combina mais com os móveis que você já tem no quarto.

Pra quem mora perto da praia, as camas de metal não são muito indicadas porque podem ser afetadas pela maresia.

Cama padrão

O colchão ideal

Se a escolha da cama é muito mais uma decisão estética. Já escolher o colchão certo é o que vai garantir que você tenha boas noites de sono. Na hora de comprar, você deve levar em consideração fatores como o seu peso, se tem ou não problemas de coluna ou até mesmo alergias. O mercado oferece várias opções de colchão, mas dois tipos são mais comuns: os de mola e os de espuma.

Mas, antes, vamos às medidas:

Colchões de mola

Os de mola podem ser do tipo bonnel, que têm estruturas de aço interligadas, ou pocket, com molas ensacadas individualmente. O segundo modelo é perfeito pra casais, já que a estrutura dele faz com que uma pessoa não sinta quando a outra se mexe na cama.

Os colchões com mola bonnel são flexíveis, firmes e podem durar até 10 anos. Uma vantagem desse modelo é que essas molas são entrelaçadas com uma fina camada de espuma, o que ajuda a diminuir o barulho quando a pessoa se mexe. Se você pretende economizar, saiba que esses modelos são mais baratos do que os de mola ensacada.

Colchões de espuma

Já os de espuma são classificados por densidade (indicada pela letra D), um valor estipulado a partir da quantidade de peso que o colchão suporta. Portanto, é importante saber o peso e a altura das pessoas que irão usar o colchão antes de fechar uma compra.

São oito os tipos de densidade de colchões: D18, D20, D23, D26, D28, D33, D40 e D45.

O Instituto Nacional de Estudos do Repouso (INER) desenvolveu uma tabela na qual, com base numa relação de peso e altura, você pode ver a densidade mais adequada.

Veja a tabela:

E aí, que tipo de cama você tem?

Todo mundo encontra seu lar no QuintoAndar
Todo mundo encontra seu lar no QuintoAndar Conheça aqui