A arquiteta Bruna Costa chegou de Fortaleza em São Paulo para morar e trabalhar em 2013. E desde então, vem tocando seu dia a dia paulistano pelos arredores do Centro e da Zona Oeste. Mas faltava alguma coisa, “após longos anos dividindo apartamento”. E a resposta veio com a pandemia: um cantinho que pudesse ter a sua cara. Pelo QuintoAndar, ela encontrou um apartamento em Perdizes que foi amor à primeira vista. E contou a história de sua mudança e de como decorou o espaço para o blog Histórias de Casa

Predinho antigo e charmoso

Antes mesmo de entrar no apartamento em Perdizes que viria a alugar, Bruna já se sentiu em casa apenas de ver o “predinho antigo e charmoso” onde o imóvel ficava – especialmente por conjugar detalhes de arquitetura que ela tanto admira com a tranquilidade que buscava. 

“Eu sempre fui admiradora dos predinhos antigos e seus pés direitos altos. Mas o que eu mais gostei mesmo nesse aqui foi a arborização que temos na área comum do prédio. Cheira um pouco de vida”, conta Bruna. 

Com a pandemia, a arquiteta começou a procurar um lugar “mais calmo” do que a região onde estava acostumada a morar.

Eu morei os últimos cinco anos na Santa Cecilia. E sempre frequentei essa região mais do Centro e da Zona Oeste. Queria um lugar para morar que tivesse mais qualidade de vida, porque o barulho das obras no Centro estava terrível, e vinha deixando o home-office praticamente impossível”, revela a arquiteta.

Quer se mudar para um lugar incrível? Procure seu novo lar na maior imobiliária digital do país e alugue sem fiador Pesquisar imóvel

Detalhes do apartamento em Perdizes 

Além da busca por mais qualidade de vida e silêncio, Bruna também queria uma maior individualidade. Um lugar onde pudesse deixar tudo do seu jeito. E foi assim que começou a caçada pelo apê ideal, que chegou ao fim na hora em que entrou nos aconchegantes 55 m2 do apartamento em Perdizes que acabou alugando pelo QuintoAndar em março de 2021. 

“Comecei a caçada de procurar um lugar para chamar de meu na pandemia, depois de longos anos dividindo apartamento. Eu realmente queria algum que tivesse a minha cara. Sou bem seletiva em relação a apartamentos, procurei vários! Mas quando eu entrei nesse e vi a iluminação natural que ele tem, além da cozinha integrada com a sala, na hora eu soube que seria meu”, diz Bruna. 

+ Leia mais Histórias de Casa

A paleta de cores de um apartamento no Jardim Prudência

Afeto renova e preserva os espaços na Vila Buarque

A porta mística de um apartamento no Paraíso

O QuintoAndar como facilitador

A procura pelo apê ideal não foi necessariamente fácil no início. Inclusive, por conta das características que buscava na vizinhança onde pretendia morar, Bruna começou a caçada andando pelas ruas, olhando plaquinhas de “aluga-se” e falando com vizinhos ou porteiros. A experiência, no entanto, acabou sendo frustrante.

“Eu já estava bem desanimada para achar esse meu lugar. Foi quando meu irmão, que também aluga pelo QuintoAndar, falou para eu dar essa oportunidade. E acabou que o QuintoAndar foi um facilitador nesse busca”, conta Bruna. 

Segundo a arquiteta, as vantagens de alugar pelo QuintoAndar são inúmeras. Tanto na hora de buscar imóveis – são mais de 60 filtros que facilitam a escolha do perfil de imóvel mais adequado – quanto na hora de fechar negócio. 

“Como tudo pode ser feito pelo aplicativo, você não tem aquela espera toda. Além disso, quando temos algum problema, o retorno é super rápido. Eu indico super alugar pelo QuintoAndar”, diz a arquiteta.

Decoração com assinatura própria

Por ser arquiteta, Bruna tem um trabalho intimamente ligado à área de decoração. E a experiência na profissão, como não poderia deixar de ser, influenciou e ajudou na forma como ela decorou sua casa nova, para deixar tudo com a sua cara.

“Acho que a minha profissão começou a me moldar para ter uma estética. Gosto de fazer o encontro de texturas, cores. E esses são fatores que impactam muito na hora de fazer a decoração de casa”, avalia Bruna.

Cores e texturas no quarto de Bruna (Foto: @_felco)

Apesar de ser um apartamento alugado, a arquiteta fez algumas intervenções para deixar tudo do jeito que gosta. Segundo ela, um lar, mesmo alugado, tem que ter a cara do morador.

“ O apartamento não tinha nenhuma prateleira. Além disso, fiz a pintura do hall de entrada. Casa com alma é aquela em que você se encontra na iluminação natural, com muitas plantas e cores. Por isso, é importante você trazer o que pode para dentro da sua casa e imprimir seu estilo”, afirma a arquiteta.

Itens decorativos e o detalhe da pintura do hall de entrada (Foto: @_felco)

Heranças afetivas de família

Decorar uma casa ou um apartamento para transformá-lo em um lar, definitivamente, passa também pela escolha de móveis e objetos que nem sempre é possível encontrar em lojas. 

E no caso da Bruna, o afeto que ela imprimiu na decoração do apartamento em Perdizes vem de itens de família.

“Quase tudo no apartamento é muito afetivo. Tenho algumas coisas herdadas de família. Carrego com carinho o cantinho da sala que tem o pé de máquina de costura, que era da minha avó, e um espelho que ganhei da minha mãe”, conta Bruna.

Na sala de Bruna (à esq.) e detalhe do pé de máquina de costura com o espelho em cima (Foto: @_felco)

Sem humanos, porém não sozinha

Uma das razões que levaram Bruna a buscar o apartamento em Perdizes foi o desejo de morar sozinha, depois de muitos anos dividindo casa, para deixar o novo lar com a sua cara. 

O objetivo foi atingido sem que ela precisasse realmente ficar sozinha, pois tem um companheiro que, na verdade, dita a rotina da casa – mas que, obviamente, não deu nenhum pitaco na decoração: seu cachorro Negroni.

“Ele é uma presença importante no apê. E, na verdade, é ele quem manda. A casa é dele. Eu só moro de favor! Brincadeiras à parte, é uma delícia dividir a casa com esse pequeno tratorzinho. Como venho para o escritório todos os dias, ele passa boa parte sozinho. Mas, diariamente, de manhã e à noite, damos voltas no bairro juntos”, diz a arquiteta.

Flagrante de uma troca de olhares entre Negroni e Bruna (Foto: @_felco)

Componentes de um lar de verdade

O cachorro, por sinal, é um dos elementos que, na opinião de Bruna, fazem do apartamento em Perdizes que alugou um lar.

“Tudo é aconchego em casa: o Negroni, as plantas e as artes que vieram comigo de outras casas e que ganhei de amigos”, finaliza a arquiteta.

Saiba como encontrar um bom apartamento em Perdizes

Maior imobiliária digital da América Latina, o QuintoAndar é uma proptech e está presente em mais de 40 cidades de 16 estados nas cinco regiões do país. 

Nossa plataforma digital está repleta de anúncios de imóveis para aluguel e compra nos melhores bairros de São Paulo, entre eles, opções de casas e apartamentos em Perdizes. 

Além de fotos feitas por fotógrafos profissionais, o QuintoAndar oferece mais de 60 filtros de pesquisa, para você buscar imóveis da forma mais assertiva possível – inclusive para visualizar apenas aqueles que permitem pets, como foi o caso da Bruna.