O mundo da jardinagem está cada vez mais presente na vida dos brasileiros. E o número de pessoas que buscam como fazer horta em casa também tem se destacado nos últimos anos. Plantar a semente, acompanhar de perto o crescimento das mudas e depois usar na cozinha as folhas, legumes e temperos colhidos diretamente do quintal da sua casa ou da varanda do seu apartamento é uma delícia.

E os benefícios à saúde e ao meio ambiente são ainda maiores quando você aposta no cultivo de uma horta livre de fertilizantes químicos e inseticidas que agridem a natureza. 

Gostou da ideia? Está pensando em aprender a fazer uma horta caseira? Para te ajudar nessa missão, nós conversamos com o Gabriel Pollo, que é técnico em paisagismo do Mercado das Flores, na Bela Vista, em São Paulo, e ele compartilhou dicas essenciais para o cultivo de uma horta sem dificuldades. Vamos conferir!

Imagem de uma horta em casa, que contém duas pessoas com camisa xadrez e um carrinho verde com mudas de alface e cebolinha.

Navegue pelo conteúdo:

1. Escolha o local para fazer a horta

Se você está convicto de que vai fazer uma horta na sua casa, o primeiro passo é escolher o local que será feito o plantio.

“Bem drenado, fértil e rico em matéria orgânica. Assim deve ser o solo dos canteiros onde as hortaliças serão cultivadas. O substrato é igual para todas as espécies e o ideal é que ele seja fofo e sem nenhuma compactação. É possível fazer no quintal de uma casa ou até mesmo na varanda de um apartamento – neste caso, será necessário escolher vasos adequados. É importante sempre lembrar do sol. Sol pleno! Isso significa escolher um local que receba pelo menos 3 horas de sol todos os dias”, explica Gabriel Pollo. 

Todo mundo encontra seu lar no QuintoAndar
Todo mundo encontra seu lar no QuintoAndar Conheça aqui

2. Defina o que plantar e verifique as datas de plantio

Depois de escolher o local ideal na sua casa ou apartamento, é hora de escolher o que plantar. A dica principal é começar com hortaliças pequenas que você deseja consumir. Muitas pessoas começam, por exemplo, com alface, salsinha, cebolinha, hortelã e, com o passar do tempo, ao adquirirem mais experiência, expandem para outros legumes e verduras. 

Leia também: Horta em apartamento: principais plantas e ideias de espaço para cultivar

Também é necessário se atentar às condições de crescimento, pois os ciclos de amadurecimento são diferentes dependendo da planta e da estação. Por isso, se você for plantar sementes, não faça tudo ao mesmo tempo. As datas de plantio podem ser encontradas nos pacotes de sementes. Revise as condições ideais para cada vegetal antes de criar um cronograma de jardinagem.

Imagem de uma mesa com salsinha, cebolinha e cheiro verde. Ainda contém um recipiente branco, uma faca e uma cabeça de alho.

3. Vaso ou jardineira? Como escolher? 

Se você mora em apartamento ou algum espaço que conta apenas com varandas e áreas pavimentadas, não fique triste, também é possível ter uma horta para chamar de sua. Conforme mencionamos acima, a escolha de vasos ideais ajudam nesse momento e com os cuidados certos, as espécies se dão superbem nos recipientes. 

“O importante é ter um vaso de boca larga, eu recomendo algo em torno de 20 cm a 30 cm de diâmetro – para as hortaliças folhosas. No caso das hortaliças de frutos e raízes é recomendável também que a peça seja funda. As cenouras, por exemplo, só se desenvolvem em jardineiras com mais de 30 cm de profundidade, já as ervas e temperos, por sua vez, podem ser cultivadas em recipientes menores”, conclui Gabriel Pollo. 

Imagem mostra uma muda sendo plantada em um vaso de barro marrom. Também contém na imagem um vaso menor e um pazinha de mão.

4. Como fazer a preparação da sementeira

Para você que está em busca de aprender como fazer horta em casa, existem duas formas de plantio: usar mudas grandes ou começar com sementes. Se escolher as sementes, é necessário preparar a sementeira que nada mais é que um suporte para garantir que as sementes se tornem mudas fortes e protegidas nas primeiras semanas de vida. 

Você pode comprar em lojas de jardinagem ou improvisar com uma bandeja ou prato de uma cúpula transparente ou garrafa PET. O recurso serve para o cultivo de todo o tipo de hortaliças. Siga as etapas:

1. Compre um substrato especial para germinação de sementes ou prepare em casa com partes iguais de composto orgânico, terra comum e areia. 

2. Com a ajuda de uma régua ou palito, desenhe pequenos sulcos no solo com até 1 cm de profundidade e deposite as sementes

3. Cubra com substrato.

4. Borrife a sementeira com água

5. Tampe o prato ou bandeja, acomode o conjunto em local seco e sombreado e volte a borrifar água sempre que o substrato parecer seco. Em 15 dias – ou quando as mudas apresentarem três ou quatro folhinhas –, é possível transplantar as hortaliças para o vaso ou canteiro. 

5. Separe os materiais do dia a dia

Você também vai precisar de alguns materiais para fazer a manutenção da sua horta no dia a dia. Existem vários no mercado, mas, segundo Gabriel Pollo, os itens essenciais são:

  • Pá pequena e colheres
  • Enxadas (para horta de chão) 
  • Tesouras (o modelo varia conforme o tamanho da sua horta) 
  • Pulverizadores, borrifadores e regador 
  • Pedras
  • Vasos
A foto ilustra os objetos básicos para fazer uma horta em casa como pá, tesoura, alicate e um vaso.

6. Acompanhe o desenvolvimento da sua horta

Depois de escolher o local ideal para a sua horta, verificar se as hortaliças ficarão em vasos ou jardineira, decidir se você vai começar com mudas grandes ou sementes e escolher os materiais ideias, é hora de plantar e realizar cuidados básicos para a sua horta se desenvolver. 

Irrigação

Nos três primeiros dias após o plantio, a recomendação é que a rega seja feita de manhã e à tarde. Daí em diante, a quantidade de água vai variar de acordo com a hortaliça e a temperatura local. Por isso, observe atentamente a plantação até decidir qual é a frequência mais adequada para as regas. Geralmente uma rega diária é suficiente tanto para as sementeiras como para as hortaliças.

A imagem mostra uma mulher de camisa xadrez segurando um vasinho preto enquanto uma outra pessoa faz a irrigação com um borrifador branco.

Proteção inicial para mudas

Principalmente nos primeiros dias de crescimento das mudas, quando elas ainda estão se enraizando no vaso ou canteiro, é comum que passarinhos ou outros pequenos animais prejudiquem o desenvolvimento das espécies. 

Para garantir a proteção, aposte em cupulas de acrilico que são vendidas em lojas de jardinagem e formam uma barreira em volta da muda sem bloquear a passagem dos raios solares. Você também pode fazer uma barreira utilizando uma garrafa PET cortada.

Atenção às pragas e doenças

É muito chato quando acontece da horta ser atacada por pragas e doenças que, muitas vezes, poderiam ter sido evitadas. É normal que, de vez em quando, apareça um pulgão ou uma manchinha numa folha ou outra – o que não é normal é a horta sofrer ataques frequentes.

Muita gente que busca como fazer horta em casa tem dúvidas nesse sentido. E para te ajudar nessa missão, você pode combinar o uso de uma calda de pimenta e alho, para combater os insetos e também acabar com os fungos.

Veja como preparar essa mistura caseira:

Calda de pimenta e alho 

Ingredientes:

  • 7 colheres de pimenta-do-reino moída
  • 4 a 6 cabeças de alho
  • 1 litro de álcool
  • Detergente neutro
  • Água 

Modo de preparo:

Macere o alho. Em seguida, misture com a pimenta-do-reino e o álcool. Armazene a solução em uma garrafa PET limpa e mantenha durante uma semana em local escuro. Passado esse prazo, dilua o produto na proporção de uma xícara da solução para 20 xícaras de água. 

Misture bem e acrescente 20 ml de detergente líquido. Coloque a solução em um pulverizador e borrife nas plantas, de preferência no início da manhã ou no final da tarde, quando a incidência de raios solares é menor.

Se preocupe com a sua horta e não com a burocracia da mudança

O que você acha de uma casa com um super quintal para a sua horta ou quem sabe um apartamento com uma varanda espaçosa e aconchegante? 

Vender, comprar ou alugar no QuintoAndar tem uma coisa em comum: a facilidade no processo. Tudo digital, descomplicado e principalmente confiável e transparente. Você consegue acompanhar todas as etapas pelo seu celular: desde o match com o apê dos seus sonhos, o envio dos documentos, até a hora de assinar e fechar negócio.

Aproveite as fotos tiradas por fotógrafos profissionais e faça um tour guiado nos imóveis disponíveis. Quem sabe você não encontra um novo lar e com o espaço para fazer o que você quiser, como fazer uma horta em casa, por exemplo?